BEATO CARLO ACUTIS , A EUCARISTIA É A MINHA AUTO -ESTRADA PARA O CÉU

 


Arquivo do blog

quarta-feira, 27 de abril de 2011

BEATO JOAO PAULO II

http://www.ene10.com/dados/imagens/Joao%20Paulo%20II.jpg

João Paulo II: Festa litúrgica do futuro beato já tem textos

Culto inicialmente limitado a Roma e à Polónia pode ser alargado a pedido dos responsáveis de outras dioceses

Cidade do Vaticano, 12 abr 2011 (Ecclesia) – A festa litúrgica do beato João Paulo II, que se vai celebrar pela primeira vez a 22 de outubro, já tem textos oficiais, divulgados pelo Vaticano.
Na habitual resenha biográfica que é apresentada no calendário dos santos e beatos, o Papa polaco é lembrado pela “extraordinária solicitude apostólica, em particular para com as famílias, os jovens e os doentes, o que o levou a realizar numerosas visitas pastorais a todo o mundo”.
“Entre os muitos frutos mais significativos deixados em herança à Igreja, destaca-se o seu riquíssimo Magistério e a promulgação do Catecismo da Igreja Católica e do Código de Direito Canónico para a Igreja latina e oriental”, pode ler-se.
Aos fiéis é proposta ainda uma passagem da homilia de João Paulo II no início do seu pontificado, precisamente a 22 de outubro de 1978, na qual afirmou: «Não tenhais medo! Abri as portas a Cristo!».
A beatificação, que antecede a canonização (declaração de santidade), é o rito através do qual a Igreja Católica propõe uma pessoa como modelo de vida e intercessor junto de Deus, ao mesmo tempo que autoriza o seu culto público, normalmente em âmbito restrito.
A Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos dispôs um calendário próprio para a diocese de Roma (da qual todos os Papas são bispos) e as dioceses da Polónia (país natal de João Paulo II), regulando o “culto litúrgico” ao futuro beato.
A Santa Sé refere ainda que outras conferências episcopais, dioceses ou famílias religiosas podem apresentar um “pedido de inscrição” desta memória litúrgica nos seus calendários próprios.
No documento, admite-se o “caráter de excecionalidade” de que se reveste esta beatificação, pelo que a Santa Sé vai permitir que, no primeiro ano após esta cerimónia, seja possível celebrar uma “Missa de agradecimento a Deus” em locais e dias “significativos”, por decisão de cada bispo diocesano.
A oração inicial dessa Missa – formalmente, a «coleta» -, em português, é a seguinte: “Ó Deus, rico de misericórdia, que escolhestes o beato João Paulo II para governar a Vossa Igreja como papa, concedei-nos que, instruídos pelos seus ensinamentos, possamos abrir confiadamente os nossos corações à graça salvífica de Cristo, único Redentor do homem. Ele que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo, por todos os séculos dos séculos”.
João Paulo II vai ser beatificado no próximo dia 1 de maio, no Vaticano, numa cerimónia presidida por Bento XVI, o que acontece pela segunda vez no atual pontificado, dado que o Papa, por norma, apenas preside a canonizações.
OC
  
http://www.agencia.ecclesia.pt/