quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024





A fé nô-lo ensina, e, portanto, somos obrigados a crer, que Jesus Cristo está realmente na Hóstia Consagrada. Temos ali, em verdade, Jesus, o Filho de Deus, como está no Céu, oculto embora sob as sagradas espécies.


Nosso Senhor reside sobre os nossos altares, como sobre um trono de amor e de misericórdia, esper0ando, convidando e acolhendo os que O visitam, para lhes dispensar Graças e favores celestiais.

Além disso, estando Nosso Senhor, como está nesse Sacramento, abandonado e desprezado da maior parte dos homens, compreende-se quanto lhe será agradável a visita assídua das almas fiéis e agradecidas. Será esta a razão por que a Santa Igreja cercou sempre o Santíssimo Sacramento de tantas honras e dos esplendores do culto divino.

Grandes altares foram construídos em nossas igrejas antigas. De vários santos conta-se, que encontravam o seu encanto, o seu repouso, o seu Paraíso na presença de Jesus na Eucaristia.  E isto é a pura realidade, pois Santo Ezequiel Moreno, conhecido como o Santito Ezequielito pelos colombianos, passava diariamente, cerca de seis horas, diante do Sacrário na presença de Deus.

Sinto-me feliz em conhecer algumas das casas que esse santo viveu na Colômbia, e o interessante é que realmente as casas nos proporcionam uma intimidade com o Deus escondido.


Quando estamos diante do Sacrário, estamos diante do Centro de nossa fé, o Sagrado Coração de Jesus. O coração é o centro do homem.

O Coração de Jesus é o Tesouro de Deus, entregue a cada um de nós. Sabemos que a mãe é a responsável em cuidar e alimentar os filhos até quando ele se tornar independente em tudo. A nossa Mãe, a Igreja, nos alimenta daquilo que é a sua vida mesma aqui na Terra, a Eucaristia! Já pronunciou solenemente o servo o Bem Aventurado João Paulo II que, a Igreja Vive da Eucaristia.

Ela vive do Sagrado Coração de Jesus. É do Sacrário que saem raios restauradores e miraculosos sobre aquele de dele se aproxima.

Olhai o Sacrário e vereis as vestes do Cristo, abri o Sacrário e vereis o Coração de Cristo. E para melhor meditarmos e nos deleitar dessa maravilha sacramental, Santo Afonso Maria de Ligório nos escreve:

Por toda parte, onde se achar o corpo, aí se reunirão as águias” (Mt 24,28).

“Por este corpo os Santos entendem comumente o de Jesus Cristo; e pelas águias entendem as almas desapegadas, que se elevam, como estas aves, acima das coisas da Terra e voam para o Céu, para onde têm a sua morada contínua. Estas almas ainda na Terra têm o seu Paraíso, onde quer que encontrem o Santíssimo Sacramento, e parece que nunca se lhes sacia o desejo que sentem de ficar na sua presença.

Quantos as águias – diz São Jerônimo – percebem de longe a presa, logo se lançam para tomá-la. E nós com quanto maior ardor não devemos correr para o mais precioso alimento de nossas almas! Por isso, neste vale de lágrimas, os Santos sempre correram com avidez, como cervos sequiosos, para Jesus Sacramentado, como cervos sequiosos, para esta fonte celeste”
(LIGÓRIO, S. Afonso Maria. Visitas ao Santíssimo Sacramento, à Santíssima Virgem Maria e a São José. SAEM, Anápolis, 2004. Pag. 77)

Peçamos a Deus a graça de, a cada dia aumentar o nosso amor por Ele.



Autor: +José Wilson Fabrício da Silv

Os Santos falam da Eucarístia

 Confira o que os Santos disseram da Eucaristia:

Santo Inácio de Antioquia(†102), bispo e mártir, disse sobre a Eucaristia:

1.“Esforçai-vos, portanto, por vos reunir mais frequentemente, para celebrar a Eucaristia de Deus e o seu louvor. Pois quando realizais frequentes reuniões, são aniquiladas as forças de Satanás e se desfaz seu malefício por vossa união na fé. Nada há melhor do que a paz, pela qual cessa a guerra das potências celestes e terrestres.” (Carta aos Efésios)

São Pedro Julião Eymard

2. “Querendo unir-se a cada uma das nossas almas, (Jesus) instituiu a Eucaristia, onde, diariamente, se celebram suas bodas com a alma cristã”.

Afonso Albuquerque:

3. “Se todos somos pecadores, esta criaturinha é certamente sem mácula. Ah! Senhor, por amor deste inocente, compadecei-vos dos culpados!”

São João Maria Vianney, patrono dos párocos:

4. “Se conhecêssemos o valor do Santo Sacrifício da Missa que zelo não teríamos em assistir a ela”. (Cura d’Ars).

5. “Cada Hóstia consagrada é feita para se consumir de amor em um coração humano”.

6. “Vinde à comunhão… É verdade que não sois dignos dela, mas dela tendes necessidade”.

São Bernardo de Claraval (1090-1153), doutor da Igreja:

7. “Fica sabendo, ó cristão, que mais merece ouvir devotamente uma só missa do que com distribuir todas as riquezas aos pobres e peregrinar toda a terra.”

8. “A comunhão reprime as nossas paixões: ira e sensualidade principalmente”.

9. “Quando Jesus está presente corporalmente em nós, ao redor de nós, montam guarda de amor os anjos”.

Santa Teresa D´Avila (1515-1582),doutora da Igreja:

10. “Não há meio melhor para se chegar à perfeição”.

11. “Não percamos tão grande oportunidade para negociar com Deus. Ele [Jesus] não costuma pagar mau a hospedagem se o recebemos bem”.

12. “Devemos estar na presença de Jesus Sacramentado, como os Santos no céu, diante da Essência Divina”.

13. “É pelo preparo do aposento que se conhece o amor de quem acolhe o seu amado”.

São Tomás de Aquino (1225-1274):

14. “A Comunhão destrói a tentação do demônio”.

São João Crisóstomo (349-407),doutor da Igreja:

15. “A Eucaristia dá-nos uma grande inclinação para a virtude, uma grande paz e torna mais fácil o caminho para a santificação”.

16. “Deu-se todo não reservando nada para si”.

17. “Não comungar seria o maior desprezo a Jesus que se sente “doente de amor” (Ct 2,4-5)”.

Santo Ambrósio (340-397),doutor da Igreja:

18. “Eu que sempre peco, preciso sempre do remédio ao meu alcance.”

 São Gregório Nazianzeno (330-379),doutor da Igreja:

19. “Este pão do céu requer-se que se tenha forme. Ele quer ser desejado”.

20. “O Santíssimo Sacramento é fogo que nos inflama de modo que, retirando-o do altar, espargimos tais chamas de amor que nos tornam terríveis ao inferno.”

 Santo Agostinho (354-430),doutor da Igreja:

21. “Ele se esconde porque quer ser procurado”.

22. “Não somos nós que transformamos Jesus Cristo em nós, como fazemos com os outros alimentos que tomamos, mas é Jesus Cristo que nos transforma nele.”

23. “Sendo Deus onipotente, não pôde dar mais; sendo sapientíssimo, não soube dar mais; e sendo riquíssimo, não teve mais o que dar.”

24. “A Eucaristia é o pão de cada dia que se toma como remédio para a nossa fraqueza de cada dia.”

25. “Na Eucaristia Maria perpetua e estende a sua maternidade.”

 Santo Afonso de Ligório (1696-1787), doutor da Igreja:

26. “A comunhão diária não pode conviver com o desejo de aparecer, vaidade no vestir, prazeres da gula, comodidades, conversas frívolas e maldosas. Exige oração, mortificação, recolhimento.”

27. “Ficai certos de que todos os instantes da vossa vida, o tempo que passardes diante do Divino Sacramento será o que vos dará mais força durante a vida, mais consolação na hora da morte e durante a eternidade”.

 São Boaventura (1218-1274), doutor da Igreja:

28. “Ainda que friamente aproxime-se confiando na misericórdia de Deus”.

São João de Ávila:

29. “Tempo de ganhar muitas graças”.

Santa Maria Madalena de Piazzi:

30. “Tempo mais apropriado para crescer no amor de Deus”.

31. “Os minutos que vêm depois da comunhão – dizia a santa – São os mais preciosos que temos em nossa vida; os mais apropriados de nossa parte para entender-nos com Deus e, da parte de Deus, para comunicar-nos o seu amor”.

 Santa Teresinha (1873-1897), doutora da Igreja:

32. “Não é para ficar numa âmbula de ouro, que Jesus desce cada dia do céu, mas para encontrar um outro céu, o da nossa alma, onde ele encontra as sua delícias”.

Santa Margarida Maria Alacoque:

33. “Nós não saberíamos dar maior alegria ao nosso inimigo, o demônio, do que afastando-nos de Jesus, o qual lhe tira o poder que ele tem sobre nós.”

São Filipe Neri:

34. “A devoção ao Santíssimo Sacramento e a devoção à Santíssima Virgem são, não o melhor, mas o único meio para se conservar a pureza. Somente a comunhão é capaz de conservar um coração puro aos 20 anos. Não pode haver castidade sem a Eucaristia.”

Santa Catarina de Gênova:

35. “O tempo passado diante do Sacrário é o tempo mais bem empregado da minha vida”.

São João Bosco:

36. “Não omitais nunca a visita a cada dia ao Santíssimo Sacramento, ainda que seja muito breve, mas contanto que seja constante.”

Chiara Lubic:

37. “Enquanto existir a Eucaristia eu nunca estarei só. Enquanto existir um sacrário, não terei solidão”.

38. “É preciso preparar-se para receber Jesus”.

São João Paulo II:

39. “Eis aqui o tesouro da Igreja, o coração do mundo, o penhor da meta pela qual, mesmo inconscientemente, suspira todo o homem.”

40. “Cristo, “pão vivo que desceu do Céu” (Jo 6, 51) é o único que pode saciar a fome do homem de todos os tempos e em todas as regiões da terra”.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2024

domingo, 11 de fevereiro de 2024

Grupo de Amigos da Nossa Senhora Mãe da Bondade, e do mensageiro Fernando Pires.

 

Grupo de Amigos da Nossa Senhora Mãe da Bondade, e do mensageiro Fernando Pires.

 


Julho de 2018.

Somos um grupo independente formado por várias pessoas de diversas regiões de Portugal, unidos pelos Sagrados Corações de JESUS e de MARIA. A pedido especial do nosso conhecido irmão Fernando Pires, que nos solicitou ajuda, reunimo-nos para o que for necessário dentro das nossas capacidades e possibilidades, no sentido de o ajudar a dar novo impulso a este projecto de Deus, e é independentes e unidos que por nossos meios suportamos este novo site da Mãe da Bondade, cujo registo do domínio e alojamento na Internet se encontra desde já pago para os próximos 10 anos, até Julho de 2028. Respondemos exclusivamente a Deus e à Nossa Senhora, Mãe de Deus e Mãe Nossa, e ao irmão Fernando Pires, pessoa escolhida por Deus para esta missão da Nossa Senhora Mãe da Bondade, e devemos TODOS sem excepção, seguir as suas directrizes, e o ajudar nos diferentes assuntos que envolvem este Divino Projecto.

Elegemos como sinal a medalha de S. Bento, suplicando a sua intercessão e proteção, juntamente com a dos Santos Anjos Arcanjos Miguel, Rafael e Gabriel, para que nos ajudem a levar este projecto segundo os desígnios de Deus Pai Criador, para grande alegria da Nossa Divina e Querida Mãe da Bondade, medianeira da Sua Santa Palavra, que escolheram o humilde servo Fernando Pires, para escutar a Sua palavra, e A revelar ao mundo. Todos somos livres de acreditar e A aceitar, ou não, segundo a nossa liberdade e livre arbítrio, mas lembrem-se, não é pecado não acreditar, mas é pecado grave espalhar o vosso erro e medo, levando outros a não acreditar, e por cada alma que impeçais de se aproximar, ides ter que dar contas a Deus. Por outro lado, por cada alma que vós ajudeis a aproximar-se, Deus dar-vos-á a devida recompensa. Por isso que cada um reveja a sua consciência e veja bem o que anda a fazer, sobretudo os homens que mais responsabilidades têm e mais contas vão ter que apresentar a Deus, pelo enorme número de almas que andam a prejudicar. Defender os interesses dos homensprejudica a Deus, mas defender os interesses de Deusvaloriza o homem, e em ambos os casos o juízo de Deus, a seu tempo, dar-lhes-á a devida sentença/recompensa.

(Leiam o Segredo de La Sallete revelado em 1846, e reconhecido pela Santa Igreja“ler em_www”

Leiam as mensagens primeiro. Tirem as vossas conclusões depois. Não “construam” o vosso juízo sobre as areias movediças das opiniões e comentários dos outros. “Alimentem-se pela vossa própria boca“.

Este nosso grupo independente que se denomina de “Grupo de Amigos da Nossa Senhora Mãe da Bondade, e do mensageiro Fernando Pires”, é constituído por 35 pessoas, que nada têm a esconder, e nada têm a declarar a ninguém, excepto a Deus, e por isso deseja permanecer anónimo. Unidos o grupo contribuiu para o pagamento do novo site, cujas contas Deus já as tem todas, e encontra-se distribuído nas seguintes regiões e da seguinte forma: Algarve=5 pessoas; Grande Lisboa=5 pessoas; Grande Porto=5 pessoas; Guimarães=10 pessoas; Póvoa=3 pessoas; Vila Conde=3 pessoas; Vila Real=4 pessoas.

Unidos com todos vós em oração, desejamos reparar os Corações de JESUS e de MARIA, nossa Divina e Imaculada Mãe, que devem de estar muito tristes com tudo o que se está a infligir à Sua obra na MÃE da BONDADE, no Corgo da Igreja (S. Marcos da Serra), e em outros lugares do mundo.

Desafiamos a todos para que se formem outros grupos de amigos, sobretudo para a Oração de Reparação aos Corações de JESUS e de MARIA, nas diferentes regiões nacionais, e internacionais. Procurem nas vossas comunidades.

Ajudem os Corações de JESUS e de MARIA, e criem novos grupos de oração, e divulguem as Suas Mensagens vós todos que acreditais, e sede soldados de Nossa Senhora, que vencerá a besta infernal, esmagando-a debaixo dos seus pés.

Façam todos como JESUS. Falem para quem vos quiser ouvir. Não percam tempo a tentar convencer alguém, pois não tendes (nem ninguém no mundo tem) o conhecimento necessário para defender DEUS. Falai e divulgai as boas novas, e deixai o Espírito Santo agir em cada um, segundo a vontade Divina. Que a boa semente (palavra de Deus) caia em boa terra, e dê muitos frutos. Divulgai e multiplicai. Desejamos a todos os que acreditam nas maravilhas de Deus, um bom trabalho na divulgação pelo mundo. Usem a informação que se encontra disponível neste novo site.


Para ajudar a divulgar _ folha-A4 _ folha-A3 _

 

 



Nota explicativa:

Esta aparição é apoiada no decreto da Congregação para a Propagação da Fé (AAS 58/16 de 29 de Dezembro de 1966, que defende os cânones 1399 e 2318, mercê da intervenção e aprovados por SS Paulo VI e publicados por sua vontade onde diz: “Autoriza–se a divulgar mesmo sem licença expressa da autoridade eclesiástica escritos referentes a novas aparições, revelações, visões, profecias e milagres, contando que se observe a moralidade Cristã em geral”. Ao publicar revelações, aparições ou quaisquer outras graças de Jesus e de Maria, bem como de Seus Anjos e Santos, este grupo de amigos da Nossa Senhora Mãe da Bondade, quer deste modo dar a oportunidade a todos os que desejam conhecer e estar informados, de tão maravilhosas manifestações do céu, na terra, segundo a liberdade e livre arbítrio de cada pessoa.


Nossa Senhora da Bondade .também chamada de Mãe da Bondade é o nome da aparição da Bem-aventurada Virgem Maria perto da localidade de São Marcos da Serra, uma freguesia no Algarve, no sul de Portugal.

 

 
http://louvareclamar.blogspot.com/


Nossa Senhora da Bondade (também chamada de Virgem do Sobreiro e de Mãe da Bondade) é o nome da aparição da Bem-aventurada Virgem Maria perto da localidade de São Marcos da Serra, uma freguesia no Algarve, no sul de Portugal.
De acordo com a crença popular, a Santíssima Virgem Maria apareceu em 1998 sobre um sobreiro naquele local (o qual ficara com um intenso odor a rosas) e fez uma novo apelo à conversão de todo mundo. A Virgem terá aparecido a Fernando Pires.
🙏

Aparições e mensagens de

Nossa Senhora Mãe da Bondade


Nota histórica:
Difícil de ser explicado, fácil de ser constatado e aceito, é o fato da escolha por parte de Nossa Senhora, do irmão Fernando Pires, para seu confidente. Nascido em Angola, no ano de 1946, veio para Portugal, na altura da descolonização. Homem humilde e reservado, nasceu no seio da igreja católica; contudo, apesar de baptizado e ter frequentado a catequese, ter feito a comunhão solene e a profissão de fé, mais tarde, deixou de ser praticante. 
Aos Domingos, acompanhava a esposa e o filho à igreja, mas não assistia à missa. Preferia ficar cá fora à espera que o serviço religioso terminasse. Durante largos anos, assim aconteceu. O irmão Pires ainda não tinha sido chamado pela nossa Mãe Santíssima, a sua alma não estava desperta e preferia não participar.
Aos sábados à tarde, a esposa do irmão Pires rezava o terço, com um grupo de irmãos, em casa de alguma amiga, onde se reuniam com aquela intenção. Do grupo faziam parte várias irmãs, e porque testemunharam a mudança operada no irmão Pires, destaco duas: a irmã Rute e a irmã Maria Alice, senhoras católicas, praticantes.
A irmã Maria Alice, amiga da família do irmão Pires, é também uma senhora angolana, que veio viver para Portugal depois da descolonização. E, porque habituada a climas mais quentes, não se dava bem com os Invernos portugueses; pelo que se habituou a ir para o Brasil, onde arranjou casa, e passou a viver grande parte do ano. 
Irmã piedosa e devota de Nossa Senhora, gosta de ofertar imagens da Virgem Maria às paróquias brasileiras mais desfavorecidas. 
Neste contexto, sempre que está em Portugal adquire pelos seus meios, ou como oferta de uma outra pessoa piedosa, que deseja manter o anonimato, uma dessas imagens, que depois faz chegar ao seu destino, levando-a  consigo para o Brasil, ou convidando alguém a levá-la.
Contudo, enquanto está em Portugal, a imagem, que adquiriu, percorre em peregrinação as casas das pessoas que  geralmente  se reúnem para rezar  a oração do santo terço.
Um dia  levaram uma daquelas  imagens de Nossa Senhora  a casa do irmão Fernando Pires para estar presente durante o terço. Mas, o irmão  Pires não assistiu ao terço, ficou  fechado no seu quarto todo o tempo da duração do terço. Entretanto, aconteceu algo muito singular com ele: alguma “coisa” tocou no seu corpo da cabeça aos pés e a sua cabeça ficou muito quente. Quando terminou o terço, a sua esposa foi ao quarto, mas ele não lhe  contou nada do que lhe acontecera. 
Contudo, este acontecimento  marcou o irmão Fernando Pires. Ele, que até aí, não tinha qualquer interesse pela religião, parece ter sido tocado pelo Divino Espírito Santo… e…. começou a interessar-se,   acedeu a participar na oração e acompanhou a esposa, indo rezar o terço a casa da irmã Rute.  
 Uma  imagem de Nossa Senhora que deveria seguir para o Brasil estava lá, um pouco atrás, no altar improvisado para o efeito. 
O irmão Pires olhou a imagem e pediu que a colocassem à frente. Naquele momento ninguém  sabia o que se passava no seu íntimo; mas, a partir daí não mais deixou de rezar o terço com o grupo de oração, inclusive passou a rezá-lo também em sua casa.
No dia 2/7/98, apareceu-lhe uma cruz gravada na testa. Ele diz-nos que  estava sentado, quando subitamente, viu uma Luz mais brilhante que o sol e quase não teve tempo para balbuciar qualquer palavra, caindo de imediato de joelhos, sentindo-se atraído e invadido por um respeito cheio de amor com o seu coração batendo forte e acelerado. Olhou bem de frente e intensamente para essa Luz que se mantinha imóvel, depois aconteceu qualquer coisa que não sabe explicar, talvez uma espécie de desmaio parecendo-lhe ter descoberto um outro mundo. 
Diz-nos que esteve quase um mês a ver a mesma Luz. Um mês depois, no dia 3/8/98, no momento, em que olhava de frente para aquela  Luz que se mantinha imóvel, ela abriu-se e viu uma  outra  Luz muito mais brilhante  que se movia, e  falava com ele, mas  ele não via um rosto.
 A voz que se fazia ouvir disse-lhe ser a Virgem Maria, e que ele fora escolhido pelo Seu Filho e o Divino Espírito Santo. Ela  estaria sempre com ele e com todos os Seus filhos que rezassem o terço e, por essa razão, foi marcado com uma cruz na testa como primeiro sinal para as pessoas acreditarem no Seu Filho Jesus. Disse-lhe ainda que mais sinais iria dar dali em diante, pedindo-lhe que rezasse mais e mais com grupos de oração.
Um mês depois, no dia 6/9/98, na mesma luz brilhante e maravilhosa que não fazia doer os olhos, apareceu-lhe uma belíssima Senhora, vestida de branco, da qual não se viam os pés, mas o rosto, sim. Tinha o cabelo comprido, castanho escuro, ondulado, olhos castanhos claros, uma voz estranha, que não sabe descrever, mas bonita.
Ainda em 1998, uma das imagens “peregrinas” (imagem oferecida ao Brasil) chorou lágrimas verdadeiras, como as fotos testemunham e as várias pessoas que assistiram também.

Pedido de Nossa Senhora
1/09/2013   Pedido:
Filhinhos,  ide sem medo  servir. Ide sem medo  servir. Se seguirdes  estas minhas palavras  percebereis que quem evangeliza é evangelizado; que  quem transmite a alegria da fé, recebe mais alegria.
Quando regressardes às vossas casas , não tenhais medo, sede generosos com Jesus Cristo e testemunhai o seu Evangelho.
Quando Deus enviou o  profeta Jeremias deu-lhe o poder de extirpar, destruir, devastar, derrubar, construir  e plantar. ( Jr. 1-10 ). Para vós também é assim. Levar o Evangelho é levar a força de Deus para   extirpar e destruir o mal e a violência; para devastar e derrubar as barreiras do egoísmo, da intolerância e do ódio; para construir um mundo novo.
Queridos filhos, Jesus Cristo conta convosco. O Papa Francisco conta convosco. Eu , Maria , Mãe da Bondade acompanhá-lo-ei sempre  com a minha ternura Ide e fazei discípulos entre todas as nações” .
Amém!


Festa litúrgica: 16 de fevereiro.