http://4.bp.blogspot.com/_14vrv7ni7HM/TLYyK0PS85I/AAAAAAAABU8/h4xBT0R8kQU/s1600/20101013225550_D0064009.jpg

 

CONSERVAR O DEPÓSITO DA FÉ

 [ EN  - ES  - FR  - IT  - LA  - PT ]

CARTA ENCÍCLICA
PASCENDI DOMINICI GREGIS
DO SUMO PONTÍFICE
PIO XAOS PATRIARCAS, PRIMAZES,
ARCEBISPOS, BISPOS
E OUTROS ORDINÁRIOS EM PAZ
E COMUNHÃO COM A SÉ APOSTÓLICA
SOBRE
AS DOUTRINAS MODERNISTAS

Veneráveis Irmãos,
saúde e bênção apostólica
INTRODUÇÃO
A missão, que nos foi divinamente confiada, de apascentar o rebanho do Senhor, entre os principais deveres impostos por Cristo, conta o de guardar com todo o desvelo o depósito da fé transmitida aos Santos, repudiando as profanas novidades de palavras e as oposições de uma ciência enganadora. E, na verdade, esta providência do Supremo Pastor foi em todo o tempo necessária à Igreja Católica; porquanto, devido ao inimigo do gênero humano nunca faltaram homens de perverso dizer (At 20,30), vaníloquos e sedutores (Tit 1,10), que caídos eles em erro arrastam os mais ao erro (2 Tim 3,13). Contudo, há mister confessar que nestes últimos tempos cresceu sobremaneira o número dos inimigos da Cruz de Cristo, os quais, com artifícios de todo ardilosos, se esforçam por baldar a virtude vivificante da Igreja e solapar pelos alicerces, se dado lhes fosse, o mesmo reino de Jesus Cristo. Por isto já não Nos é lícito calar para não parecer faltarmos ao Nosso santíssimo dever, e para que se Nos não acuse de descuido de nossa obrigação, a benignidade de que, na esperança de melhores disposições, até agora usamos.
E o que exige que sem demora falemos, é antes de tudo que os fautores do êrro já não devem ser procurados entre inimigos declarados; mas, o que é muito para sentir e recear, se ocultam no próprio seio da Igreja, tornando-se destarte tanto mais nocivos quanto menos percebidos.  LER...
 [ EN  - ES  - FR  - IT  - LA  - PT ]

CARTA ENCÍCLICA
PASCENDI DOMINICI GREGIS
DO SUMO PONTÍFICE
PIO XAOS PATRIARCAS, PRIMAZES,
ARCEBISPOS, BISPOS
E OUTROS ORDINÁRIOS EM PAZ
E COMUNHÃO COM A SÉ APOSTÓLICA
SOBRE
AS DOUTRINAS MODERNISTAS

Veneráveis Irmãos,
saúde e bênção apostólica
INTRODUÇÃO
A missão, que nos foi divinamente confiada, de apascentar o rebanho do Senhor, entre os principais deveres impostos por Cristo, conta o de guardar com todo o desvelo o depósito da fé transmitida aos Santos, repudiando as profanas novidades de palavras e as oposições de uma ciência enganadora. E, na verdade, esta providência do Supremo Pastor foi em todo o tempo necessária à Igreja Católica; porquanto, devido ao inimigo do gênero humano nunca faltaram homens de perverso dizer (At 20,30), vaníloquos e sedutores (Tit 1,10), que caídos eles em erro arrastam os mais ao erro (2 Tim 3,13). Contudo, há mister confessar que nestes últimos tempos cresceu sobremaneira o número dos inimigos da Cruz de Cristo, os quais, com artifícios de todo ardilosos, se esforçam por baldar a virtude vivificante da Igreja e solapar pelos alicerces, se dado lhes fosse, o mesmo reino de Jesus Cristo. Por isto já não Nos é lícito calar para não parecer faltarmos ao Nosso santíssimo dever, e para que se Nos não acuse de descuido de nossa obrigação, a benignidade de que, na esperança de melhores disposições, até agora usamos.
E o que exige que sem demora falemos, é antes de tudo que os fautores do êrro já não devem ser procurados entre inimigos declarados; mas, o que é muito para sentir e recear, se ocultam no próprio seio da Igreja, tornando-se destarte tanto mais nocivos quanto menos percebidos.  LER...

Arquivo do blog

sexta-feira, 11 de março de 2016

Missa pontifical em São Paulol foi celebrada por sua excelência reverendíssima dom Fernando Areas Rifan

Missa pontifical em São Paulo.

Por Movimento Litúrgico – No dia 09 de fevereiro celebrou-se, na igreja da Ordem Terceira do Carmo, região central de São Paulo, uma solene missa pontifical pelos 10 anos de celebração da Forma Extraordinária do Rito Romano na cidade.
Dom Fernando Areas Rifan, tendo como diácono o padre José Henrique e subdiácono o padre Jefferson Pimenta.
D. Fernando Rifan, tendo como diácono pe. José Henrique e subdiácono pe. Jefferson Pimenta.
A missa pontifical foi celebrada por sua excelência reverendíssima dom Fernando Areas Rifan, tendo como diácono o padre José Henrique e subdiácono o padre Jefferson Pimenta. Também esteve presente, em capa, o padre Jonas Lisboa.
Esta missa pontifical, a primeira nesta igreja em pelo menos 45 anos, tendo um número grande de fiéis presentes foi assombrosamente bela. O coro, usando o Kyriale “de Angelis”, mesclou também partes em vernáculo e cantos repletos de sobriedade e piedade.
Na homilia, dom Fernando lembrou que é com grande alegria que há 10 anos se celebra a Santa Missa na Forma Extraordinária na cidade pela Administração Apostólica, atualmente na Capela de Santa Luzia (rua Tabatinguera). Igualmente, o bispo nos lembrou que visitou o Santo Padre por esses dias e que o papa Francisco não apenas o reconheceu, como ficou feliz pelo trabalho da Administração, lembrando algo muito importante: o Santo Padre apenas teme que se instrumentalize e ideologize o Vetus Ordo. Dom Fernando, em sua sabedoria concordou, lembrando que somos católicos com toda a Igreja, guardando a Forma Extraordinária como uma riqueza que é para todos. Depois, sobre o Evangelho, nos pediu calma e paciência, porque só saberemos depois de morrermos se fomos cizânia ou trigo.
Por fim, cantou-se um Te Deum em agradecimento.
Enfim, os 10 anos da Forma Extraordinária em São Paulo foram, na verdade, um imenso presente para toda a Igreja ali presente!
Que venham outras!
As fotos [ver aqui] são cortesia do fotógrafo Raul Narevicius, que pode ser encontrado aqui.