BEATO CARLO ACUTIS , A EUCARISTIA É A MINHA AUTO -ESTRADA PARA O CÉU

 


Arquivo do blog

sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

A partir deste dia, meu Jesus e minha esperança, sempre recorrerei a vós; e de vós espero toda ajuda, todo bem. Eu amo-te acima de todas as coisas, nem quero amar nada além de ti.

Imagem relacionada


português inglês alemão francês espanhol italiano neerlandês polaco russo


MEDITAÇÃO V.

Oblatus est, quia ipse voluit (Is. LIII [7]).

O Verbo divino, no primeiro momento em que se viu feito homem e criança no seio de Maria, todo se ofereceu às dores e à morte pela redenção do mundo: Oblatus est quia ipse voluit. Ele sabia que todos os sacrifícios dos  cabritos e dos touros oferecidos a Deus pelo passado, não podiam ser satisfeitos pelos pecados dos homens, mas uma pessoa divina era necessária para que eles pagassem o preço da sua Redenção; assim ele disse, como o Apóstolo nos diz: Ingrediens mundum dicit: Hostiam

- 190 -


et oblationem noluisti; corpus autem aptasti mihi... Tunc dixi: Ecce venio (Sl XXXIX, 7).1 Meu Pai, disse Jesus, todas as vítimas que vos foram oferecidas até agora não foram suficientes, nem poderiam ser suficientes para satisfazer a vossa justiça; vós me destes este corpo que estou sujeito a sofrer, para que o meu sangue vos acalme e salve os homens; ecce venio, aqui estou pronto, tudo o que aceito e em tudo me submeto à vossa vontade. - Ele repeliu a parte inferior, que naturalmente rejeitava aquela vida e morte tão cheia de dor e opróbio. Mas ele superou a parte razoável que era toda subordinada à vontade do Pai, e tudo foi aceito; e Jesus começou a sofrer a partir desse ponto toda a angústia e dor que ele deve sofrer durante os anos de sua vida. Assim ele trouxe o nosso Redentor desde os primeiros momentos da sua entrada no mundo. Mas oh Deus, como nos trouxemos com Jesus desde que começamos a conhecer, pela luz da fé, os mistérios sagrados da sua Redenção? Que pensamentos, que desígnios, que bens nós amamos? Prazeres, diversões,  suberba, vingança, sensualidade; estes são os bens que tomaram os afectos dos nossos corações. Mas se temos fé, devemos finalmente mudar a vida e o amor. Nós amamos um Deus que sofreu tanto por nós. Ponhamos diante de nós as dores do Coração de Jesus que sofreu por nós desde criança, para que não possamos amar senão este Coração que tanto nos amou.

 Afetos e orações.

Meu senhor, quer saber de mim como me introduzi na minha vida? Desde que comecei a ter o uso da razão, comecei a desprezar a tua graça e o teu amor. Mas você sabe disso melhor do que eu; mas você me carregou porque ainda me ama. Eu fugi de ti, e tu vieste atrás de mim, chamando-me. Aquele mesmo amor que desceu do céu para vós em busca da ovelha perdida, foi o amor que vos fez tanto suportar-me e não abandonar-me. Meu Jesus, agora tu procuras-me e eu procuro-te a ti. Sinto que a tua graça me assiste: assiste-me com a dor dos meus pecados, que eu odeio acima de todo mal: assiste-me com um grande desejo de te amar e dar-te prazer.

- 191 -


Sim, meu Senhor, eu amarei e agradar-lhe-ei em tudo o que puder. Tenho medo, é verdade, da minha fragilidade e fraqueza contraída por causa dos meus pecados; mas maior é a confiança que a vossa graça me dá, fazendo-me esperar pelos vossos méritos; porque me faz dizer com grande coração: Omnia possum in eo qui me confortat.2 Se sou fraco, dareis-me forças contra os meus inimigos: se estou doente, espero que o vosso sangue seja o meu remédio: se sou pecador, espero que me santificareis. Sei que, no passado, cooperei na minha ruína, porque deixei os perigos de recorrer a vós. A partir deste dia, meu Jesus e minha esperança, sempre recorrerei a vós; e de vós espero toda ajuda, todo bem. Eu amo-te acima de todas as coisas, nem quero amar nada além de ti. Ajuda-me por pena, por causa das muitas dores que tens sofrido por mim desde a infância.

Pai eterno, pelo amor de Jesus Cristo, aceitai-me para vos amar. Se eu te desprezei, que as lágrimas do menino Jesus que reza por mim te acalmem. Respeito in faciem Christi tui.3 Não mereço agradecimentos, mas este Filho inocente merece-te, que te oferece uma vida de tristeza, para que me uses por misericórdia.

E tu, Mãe de Misericórdia Maria, não  deixeis de interceder por mim. Vós sabeis o quanto confio em vós; e sei bem que não abandonais aqueles que se voltam para vós.