Arquivo do blog

domingo, 7 de agosto de 2016

1917-2017, Atualidade da mensagem de Fátima

FSSPX: Carta aos Amigos e Benfeitores N° 86 — 1917-2017, 

Atualidade da mensagem de Fátima

Propomos que consagrem, após uma preparação diligente, suas casas e suas obras ao Imaculado Coração, que pratiquem bem a devoção dos cinco primeiros sábados, que usem o escapulário de Nossa Senhora do Carmo e que difundam a medalha milagrosa dada pela Santíssima Virgem na rue du Bac, em Paris – medalha que retrata os dois corações de Jesus e Maria
Ftma

1917-2017, Atualidade da mensagem de Fátima

Fraternidade Sacerdotal S. Pio X, FSSPX: Caros Amigos e Benfeitores,
Em 1917, Nossa Senhora se dignou visitar a Terra. Ela confiou aos três videntes de Fátima uma mensagem formada por várias partes, algumas das quais estão agrupadas sob o nome de “segredo”, de modo que as expressões “mensagem” e “segredo” de Fátima tornaram-se sinônimas. Devemos, contudo, distingui-las. A mensagem foi comunicada imediatamente. As partes relevantes do “segredo” estavam destinadas a serem divulgadas mais tarde, em diversas datas, ao mais tardar em 1960. Elas abrangem grandes acontecimentos na Igreja e no mundo concernentes ao comportamento dos homens em relação a Deus. Mencionam guerras, o desaparecimento de nações inteiras, erros graves difundidos em todos os continentes, a consagração da Rússia pelo Papa e pelos bispos, o triunfo do Coração Imaculado e um tempo de paz.

Estabelecer no mundo a devoção ao Imaculado Coração de Maria

Um ano antes da celebração do centenário das aparições de Fátima, reconhecidas como autênticas pela Igreja, permitam-me insistir sobre a importância deste evento e desta mensagem que nos recordam uma série de verdades fundamentais da fé e nos mostram a intervenção real de Deus na história humana.
1) A essência da mensagem está nas seguintes palavras de Nossa Senhora à Irmã Lúcia, em 13 de junho de 1917: “Jesus quer servir-se de ti para Me fazer conhecer e amar. Ele quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração. A quem a abraçar, prometo a salvação e serão queridas de Deus estas almas, como flores postas por Mim a adornar o seu trono.”
Quando refletimos sobre o conjunto da mensagem de Fátima, com seu segredo, considerando a influência que teve e ainda tem na história da Igreja e do mundo, torna-se evidente que tudo gira ao redor de uma intervenção divina: “Ele (Jesus) quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração”. Mais tarde, quando a Irmã Lúcia perguntou ao Sagrado Coração por qual motivo ele queria a consagração da Rússia, Nosso Senhor respondeu: “Porque quero que toda a Minha Igreja reconheça essa consagração como um triunfo do Coração Imaculado de Maria, para depois estender o Seu culto e pôr, ao lado da devoção do Meu Divino Coração, a devoção deste Imaculado Coração” (primavera de 1936).
2) A segunda verdade fundamental que emerge da mensagem de Fátima é a intervenção real de Deus Todo-poderoso na história da humanidade, tanto sobre os indivíduos como sobre as nações. Esta é uma verdade óbvia para nós, mas que é hoje muito atacada em um mundo ateu, liberal ou social-comunista, um mundo maçônico que pretende agir e realizar os seus projetos sem considerar o Criador e Salvador, Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo. Infelizmente, muitos homens de Igreja também estão imbuídos com esta ideia de que o mundo, os países e os governos temporais não devem prestar contas a Cristo Rei, Rei das Nações. Muitos elementos da mensagem de Fátima nos mostram radicalmente o contrário, como os três seguintes:
  1. A Santíssima Virgem disse às crianças de Fátima que Deus colocou nas mãos de Maria a paz das nações. Desfrutar a paz ou sofrer a guerra dependem, em primeiro lugar, de Nossa Senhora, por disposição expressa da Divina Providência.
  2. Os bispos de Portugal obedeceram ao pedido de consagração ao Coração Imaculado, enquanto que o episcopado espanhol negligenciou o mesmo pedido. A própria Irmã Lúcia disse que as desgraças que posteriormente atingiram a Espanha e que foram evitadas em Portugal foram consequências desta consagração – realizada ou negligenciada – ao Imaculado Coração.
  3. Depois de anunciar que, se o mundo não se convertesse, haveria uma guerra ainda mais terrível. Esta foi a Segunda Guerra Mundial. Considerando as datas mais importantes desta guerra, é necessário constatar que elas correspondem a festas da Santíssima Virgem Maria. Especialmente o dia 8 de maio, festa de Maria Medianeira – anteriormente festa de São Miguel Arcanjo -, data da rendição alemã; e o dia 15 de agosto, festa da Assunção de Maria, data da aceitação pelo imperador do Japão da rendição de seu país.

Intervenção Real de Deus na história dos homens

3) “De Deus não se zomba” (Gal. 6,7). De acordo com o testemunho da Irmã Lúcia, estas foram as palavras de Nosso Senhor, dois anos depois de que Nossa Senhora lhe havia dito, em 1929, que o tempo para a consagração da Rússia tinha chegado, pedido que ainda permanece sem resposta: “Faz saber aos Meus ministros que, como seguiram o exemplo do Rei de França em atrasarem a execução do Meu pedido, segui-lo-ão na desgraça” (agosto de 1931). Estas palavras recordavam o pedido do Sagrado Coração feito a Luís XIV em 1689 e que o rei da França não havia querido executar. Cem anos mais tarde, começa a Revolução que arruinou o poder do rei Luís XVI e o levou à decapitação. As ameaças de Nosso Senhor aos seus ministros são terríveis… Eles seguirão o rei da França em seu infortúnio. As perseguições atuais realizadas contra um grande número de cristãos e os ataques contra as pessoas consagradas nos levam a pensar que, infelizmente, os padres, bispos e demais ministros de Nosso Senhor ainda não beberam esse cálice de amargura até a última gota.
Tudo isso mostra a importância que Nosso Senhor concede a Fátima e à sua mensagem sobre a devoção ao Imaculado Coração de Maria.
Podemos concluir que a história dos séculos XX e XXI está profundamente condicionada por essa intenção divina: a devoção ao Imaculado Coração e a grave negligência do mundo e de muitos homens de Igreja em cumprir esta intenção, apesar de haver sido manifesta com tanta clareza e acompanhada por milagres verdadeiramente extraordinários.
Segundo as próprias palavras de Nossa Senhora, também temos que concluir que os propósitos de Deus culminarão com a apoteose do triunfo do Coração Imaculado de Maria por ocasião da consagração da Rússia pelo Santo Padre, ao qual estarão unidos os bispos de todo o mundo. Com este triunfo, foi prometido um tempo de paz ao mundo e à Igreja.
Até o momento presente, as várias tentativas de consagração não alcançaram os efeitos prometidos por Maria. Apesar de um renascimento religioso inegável da Rússia Ortodoxa nos últimos anos, não vemos hoje nem a sua consagração nem o crescimento no mundo da devoção ao Imaculado Coração de Maria. Muito pelo contrário.

Um ano para preparar o centenário de Fátima

Portanto, a fim de preparar o centenário das aparições de Fátima, decidimos lançar uma nova cruzada do Rosário, essa oração que o Imaculado Coração de Maria pediu tão insistentemente.
Para corresponder mais intimamente às intenções divinas e dada a insistência manifestada por Nossa Senhora sobre a necessidade de reparação pelos pecados, uniremos com coragem a nossos rosários muitos sacrifícios. Esperamos poder oferecer uma coroa de doze milhões de rosários e de cinquenta milhões de sacrifícios. Com todo o coração, queremos trabalhar para difundir a devoção ao Imaculado Coração, especialmente durante este tempo de oração e penitência. Esta é a primeira intenção da nossa cruzada, à qual também unimos o pedido filial do triunfo do Coração Imaculado e a Consagração da Rússia, tal como foi pedida por Nossa Senhora. E, finalmente, nos tempos difíceis em que vivemos, tanto no mundo como na Igreja, pedimos a nossa Mãe celeste uma proteção especial sobre a Fraternidade São Pio X, todas as suas obras e todas as congregações religiosas amigas.
Convidamos a todos, pelo amor à Mãe de Deus e a seu Coração Doloroso e Imaculado, a multiplicar esses atos, que nós próprios faremos, a praticar mais intensamente esta devoção e a difundi-la. Por esse motivo, propomos que consagrem, após uma preparação diligente, suas casas e suas obras ao Imaculado Coração, que pratiquem bem a devoção dos cinco primeiros sábados, que usem o escapulário de Nossa Senhora do Carmo e que difundam a medalha milagrosa dada pela Santíssima Virgem na rue du Bac, em Paris – medalha que retrata os dois corações de Jesus e Maria.
Que possamos, assim, aportar nossa pequena contribuição aos pedidos do Céu, receber a proteção divina e, principalmente, obter a realização em seu tempo da mais bela das promessas: nossa salvação e a salvação dos pecadores.
Que Nossa Senhora os abençoe com o Menino Jesus, como diz uma bela e piedosa oração do Breviário: “Nos cum prole pia benedicat Virgo Maria“.
Na festa de Nossa Senhora do Carmo, 16 de julho de 2016
+ Bernard Fellay
Fonte: DICI