Don Divo Barsotti

Arquivo do blog

terça-feira, 4 de junho de 2019

don Divo, O homem no seu valor mais íntimo, na sua essência mais íntima, é testemunha de Cristo.

 português inglês alemão francês espanhol italiano neerlandês polaco russo

"O fundamento da vida cristã é uma fé que tende à contemplação, uma fé verdadeira e viva, não em um Deus que está além das nuvens, mas em um Deus que se comunicou ao mundo.

A fé é alcançar Deus quando Deus se tornou acessível na Encarnação do Verbo.


A IMPORTÂNCIA DO RECOLHIMENTO INTERIOR

"É certo, portanto, que para viver a primazia das virtudes teologais é necessária uma certa  recolhimento. Nossa vida está nas profundezas, neste sentimento da presença divina e neste sentimento de que o amor em Deus nos investe em cada parte, transborda com tudo; e nos sentimos como se estivéssemos perdidos nesta luz, nos sentimos como se estivéssemos submersos neste abismo de Deus.

"Você deve usar apenas a si mesmo para revelar Deus. Há muitas virtudes, mas sem recolhimento interior e humildade não gosto delas. Mesmo que uma alma não tivesse outra virtude de recolhimento e humildade, eu desceria a essa alma e faria sua santidade".

(Padre Serafino Tognetti "Divo Barsotti" ediz. São Paulo)





Feliz Quarta-feira de Cinzas e início da Quaresma

A IMPORTÂNCIA DA HUMILDADE

"Quando um homem, por mais grande que seja, tem até mesmo a maior missão, ele não dá testemunho  que a si mesmo, ele já não diz nada a ninguém, ele rebaixa sua missão, ele compromete a eficácia de todos os seus esforços. Só a humildade salva esta eficácia, assegura o cumprimento de cada missão. 
O homem no seu valor mais íntimo, na sua essência mais íntima, é testemunha de Cristo.
Quanto mais ele é, mais renuncia a si mesmo e torna-se pura transparência de Cristo.

Don Divo Barsotto, do Diário "No Coração de Deus".



JESUS FAZER A SUA VONTADE EM NÓS

"Meus queridos filhos e irmãos, Deus nos deu uma vocação santa e imensamente grande, a de sermos um com Cristo Jesus.

Talvez nunca realizemos plenamente nossa vocação divina, mas ao menos devemos nos sentir cada vez mais comprometidos em realizá-la, na humildade de um amor que se oferece constantemente ao Senhor para que Ele mesmo realize em nós sua vontade.

Ninguém está desanimado! 
Sem desconfiança!
Deus que nos chamou, Ele mesmo fará a Sua vontade em nós se soubermos   crer no Seu amor para o qual Ele nos escolheu.



ENCONTRO PESSOAL COM DEUS

"Que a nossa relação com Deus seja verdadeira: esta é a necessidade  primeira da nossa oração, porque a oração cristã, foi   definida como diálogo, como  colóquio.

É a definição dada por Santa Teresa de Jesus, e parece-me ser a definição verdadeiramente correta.

 É o colóquio  do amigo com o Amigo, ou melhor ainda, como diz o Marmion, "a conversa do filho adotivo com seu Pai Celestial".  Mas outro elemento entra nesta definição, o elemento da Graça. "Filho adotivo", "amigo",   importa já que nos conheçamos,  que já nos amemos. 

Amamo-lo e ele ama-nos: então a oração torna-se uma relação que já não implica  o desânimo,

mas apenas uma comunhão de amor. "

Don Divo Barsotti, do livro "A obra do cristão"