Don Divo Barsotti

Arquivo do blog

terça-feira, 23 de dezembro de 2008


2. Percebo em muitos um desejo de imitar o Santo Padre, mas sentem-se constrangidos a não agir por várias razões:

a) o equívoco de considerar certos sinais realçados pelo Papa mera expressão de seu gosto pessoal, sem bases teológicas e litúrgicas sérias.

b) o receio de serem motivo de comentários depreciativos da parte dos colegas ou mesmo dos fiéis, o que acho pouco provável no caso dos últimos.

c) o medo de desagradar o bispo; o que, no caso de Campos carece de fundamento. Dom Roberto é um bispo de doutrina sólida, piedade eucarística acentuada, humildade sem afetação e de leitura assídua dos textos dos papas; além de que me visitou inúmeras vezes e celebrou a Santa Missa com a Cruz e as sete velas, que lhe cabem como Bispo Diocesano, sobre o altar. A disposição lhe pareceu tão natural que nem mesmo mereceu comentário de sua parte.

3. Se vale um testemunho pessoal, permitam-me dizer: hoje me falta algo quando não há uma cruz sobre o altar, e estou certo de que se a remover, faltará também aos fiéis. Umas poucas experiências serão suficientes para convencer da oportunidade deste simples acréscimo, que como disse Mons. Bux não é acessório mas icónico.

Fonte: Oblatvs