Don Divo Barsotti

Arquivo do blog

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008



Por este motivo, relatou: "O Santo Padre decidiu não alterar a actual forma de administrar a Santa Comunhão aos fiéis." Portanto, dado que a Comunhão na mão agora é praticamente universal e as gerações mais jovens não sabem praticamente nada , o que aconteceu?

Um "buraco" existiu. A Instrução continha a disposição para as conferências dos bispos de tomar a decisão de permitir a Comunhão na mão, em locais onde o "uso contrário prevalece ...". E na próxima década esta buraco foi explorado.

Hoje, os avisos da Instrução sobre a perda de reverência, e até mesmo a crença na profanação do Santíssimo Sacramento são - infelizmente - actuais . É tempo de analisar novamente a questão da Comunhão na mão. É isto precisamente o que um jovem bispo da Ásia Central fez na Dominus Est.

O Bispo Atanásio Schneider, um estudioso patrístico , nomeado bispo pelo Papa Bento XVI em 2006, levantou a sua voz na chamada profética para a Igreja ocidental recordar a importância, se não a necessidade, do regresso à disciplina anterior da recepção da Sagrada Comunhão ajoelhado e sobre a língua.