Arquivo do blog

terça-feira, 20 de outubro de 2020

O mais seguro e certo para isentar o purgatório é o amor, de modo que na alma o amor deve ser a paixão predominante

 


Luisa Piccarreta: livro de Cielo volume 8°. 14 de Julho de 1907.

Tudo na alma deve ser amor.

Continuando o meu estado habitual, o abençoado Jesus quase veio e, sem pensar nisso, perguntei: "Senhor, ontem fui confessar-me; se eu tivesse morrido, já que a confissão é perdoar, não me teríeis levado directamente para o céu?"

E ele disse: "Minha filha, é verdade que a confissão perdoa as faltas, mas o mais seguro e certo para isentar o purgatório é o amor, de modo que na alma o amor deve ser a paixão predominante: amar o pensamento, a palavra, os movimentos, tudo, tudo deve ser envolvido por este amor, para que o amor Incriado, encontrando todo o amor, absorva em si o amor criado. De facto, o que faz o purgatório se não preencher os vazios de amor que estão na alma? Quando preenche estes vazios, envia-o para o Céu. Se estes vazios não existem, não é algo que pertença ao purgatório.