Don Divo Barsotti

Arquivo do blog

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Mensagem de Natal do Papa Bento XVI : Quero que saibam que os tenho muito presentes em minhas orações durante este tempo santo. Eu rezo por suas famílias, por suas crianças, por aqueles que estão doentes e por aqueles que estão atravessando momentos difíceis. Rezo especialmente pelos idosos e por aqueles que se aproximam do fim de seus dias. Peço a Cristo, luz das nações, que dissipe as trevas que possam existir em suas vidas e que conceda a cada um de vocês a graça de um Natal cheio de paz e de alegria. Deus os abençoe a todos!

Nossos pensamentos se voltam para um momento na história em que os filhos de Israel, povo escolhido de Deus, viviam em intensa expectativa. Eles esperavam o Messias que Deus havia prometido enviar, e eles o descreviam como um grande líder que os resgataria do domínio estrangeiro e lhes restauraria a liberdade.

Deus é sempre fiel a suas promessas, mas frequentemente nos surpreende na maneira de cumpri-las. O menino nascido em Belém trouxe de fato a liberdade, mas não somente para o povo daquele tempo e lugar - ele seria o Salvador de todas as pessoas de todo lugar do mundo e de todo tempo da história. Não trouxe, entretanto, uma libertação política, conquistada por meios militares: ao contrário, Cristo destruiu a morte para sempre e restaurou a vida através de sua morte humilhante na Cruz. E embora tenha nascido na pobreza e na obscuridade, distante dos centros de poder terrenos, ele era ninguém menos que o Filho de Deus. Por amor a nós, ele tomou sobre si nossa condição humana, nossa fragilidade, nossa vulnerabilidade e abriu-nos o caminho que conduz à plenitude da vida, à participação na própria vida de Deus. Enquanto meditamos em nossos corações sobre este grande mistério neste Natal, demos graças a Deus por sua bondade para conosco, e proclamemos com alegria àqueles que nos circundam a Boa Nova que Deus nos oferece a liberdade de tudo aquilo que nos oprime: dá-nos esperança, traz-nos a vida.

(...) Quero que saibam que os tenho muito presentes em minhas orações durante este tempo santo. Eu rezo por suas famílias, por suas crianças, por aqueles que estão doentes e por aqueles que estão atravessando momentos difíceis. Rezo especialmente pelos idosos e por aqueles que se aproximam do fim de seus dias. Peço a Cristo, luz das nações, que dissipe as trevas que possam existir em suas vidas e que conceda a cada um de vocês a graça de um Natal cheio de paz e de alegria. Deus os abençoe a todos!

BENEDICTUS XVI

Trecho extraído da Mensagem de Natal transmitida pelo programa "Thought for the Day" da BBC

Fonte: Santa Sé
Tradução: OBLATVS