Don Divo Barsotti

Arquivo do blog

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Bento XVI durante a audiência geral dedicada a Santa Brígida da Suécia.



 Pope Benedict XVI waves as he leads his weekly audience in Saint Peter's Square at the Vatican October 27, 2010.

Pope Benedict XVI blesses a child at the end of a Mass concluding the synod of bishops from the Middle East, in St. Peter's Basilica at the Vatican, Sunday, Oct. 24,  2010.



(27/10/2010) Bento XVI dedicou a audiência geral desta quarta feira a Santa Brígida da Suécia, co-padroeira da Europa. Uma Santa – disse o Papa – que mostra como na grande tradição cristã, á mulher é reconhecida uma dignidade própria, e seguindo o exemplo de Maria Rainha dos Apóstolos – um lugar próprio na Igreja, que sem coincidir com os sacerdócio ordenado, é da mesma maneira importante para o crescimento espiritual da Comunidade. Brígida - acrescentou o Papa – testemunha como o cristianismo permeou profundamente a vida de todos os povos deste continente - Declarando-a co-padroeira da Europa, o Papa João Paulo II auspiciou que a Santa, que viveu no século XIV, quando a cristandade ocidental ainda não estava ferida pela divisão – possa interceder eficazmente junto de Deus, para obter a graça tão esperada da plena unidade de todos os cristãos.
Estas as palavras de Bento XVI em português

Queridos irmãos e irmãs,

Co-patrona da Europa, Santa Brígida testemunha como o cristianismo permeou profundamente a vida de todos os povos deste continente. Sua vida pode ser dividida em dois períodos. O primeiro corresponde à sua experiência de mãe e esposa, vivida segundo uma autêntica espiritualidade conjugal. Por vinte e oito anos, esteve casada com o governador de um importante distrito do Reino da Suécia; tiveram oito filhos. Guiada pela Sagrada Escritura, fez de sua família uma igreja doméstica, sendo, de modo particular para seu marido, um instrumento para o crescimento na fé. O segundo período da sua vida inicia com a sua viuvez e consequente dedicação ao Senhor através da oração, penitência e caridade. Neste período, teve numerosas revelações divinas, um carisma que soube colocar ao serviço da edificação da Igreja, na plena fidelidade ao Magistério, particularmente ao Sucessor de Pedro. Deixando a sua terra natal, veio para Roma; queria tomar parte no Jubileu de 1350 e obter do Papa a aprovação de uma Ordem Religiosa que havia de nascer em honra do Santíssimo Salvador.
* * *
Amados peregrinos de língua portuguesa, queridos fiéis brasileiros de Itatiba, França, Paciência, São Paulo e peregrinos vindos de Portugal: a todos dou as boas vindas, feliz e agradecido pela vossa visita amiga. O Pai do Céu derrame os seus dons sobre vós e vossas famílias, que de coração abençoo. Obrigado!

-No final da audiência Bento XVI lançou um apelo à solidariedade internacional para com as populações atingidas por catástrofes naturais na Indonésia e no Benim.
“Peço à comunidade internacional que se esforce para oferecer o necessário auxílio e aliviar as penas de quantos sofrem com estas devastações”.
O Papa manifestou a sua “proximidade e oração” a todos os afectados, lembrando os que ficaram sem casa e os que perderam a vida.
O tsunami causado na Segunda-feira à noite por um sismo de 7,7 na escala de Richter, nas ilhas indonésias do oceano Índico, matou pelo menos 154 pessoas, estando ainda 400 desaparecidas, segundo um novo balanço.
A Indonésia enfrenta ainda a catástrofe de Mentawai, com a erupção, desde Terça-feira, do vulcão Merapi, um dos mais activos no mundo. Pelo menos 13 pessoas morreram devido a gases tóxicos libertados pelo vulcão.
Na África Central e Ocidental, o Benim é o país mais atingido pelas inundações dos últimos dias, com mais de 700 mil pessoas afectadas pela tragédia.