Arquivo do blog

quarta-feira, 22 de abril de 2015

“A frieza de Francisco” ou “Como não ter cheiro de ovelha”.


“A frieza de Francisco” ou “Como não ter cheiro de ovelha”.

Por Fratres in Unum.com: Papa Bergoglio é conhecido por sua genialidade em telefonemas e em receber gente da mais alta categoria, como aquela transexual espanhola e sua, digamos, “namorada”, que vieram queixar-se de seu pároco.
Desta vez, esteve em Roma a família de Asia Bibi, a paquistanesa que há seis anos está encarcerada por causa de um único crime: ser cristã.
O patriarca de Moscou se comoveu, e pediu sua libertação. O governo da França, laicista e anticatólico, se comoveu, e concedeu-lhe uma cidadania de honra.
Papa Francisco, porém, não se comove. Nenhuma palavra, nenhuma defesa.
Agora, reparem bem no modo como, em 15 segundos, fala en passant com a filha e o marido de Asia Bibi, que ficam completamente perplexos ante a frieza de seu pastor. Queriam contar-lhe seu sofrimento, queriam uma palavra de consolo, mas encontram apenas o sorriso apressando de Bergoglio que, insensível e alegremente, os desconsidera. Seria este o modo bergogliano de ter “cheiro de ovelha”?…
Parece mesmo que as tristezas de nosso tempo são de dimensões oceânicas.