Arquivo do blog

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Dom Aldo Pagotto esclarece acusações de sacerdotes “É no silêncio e na esperança que reside a vossa força”, diz o arcebispo paraibano

Resultado de imagem para Dom Aldo Di Cillo Pagotto…

Arcebispo é suspenso pelo Vaticano

Arcebispo é suspenso pelo Vaticano
 O Arcebispo da Paraíba, Dom Aldo di Cillo Pagotto, está proibido de ordenar padres e diáconos e de receber novos seminaristas até que Vaticano finalize investigações que estão em curso. A informação foi divulgada hoje à noite no JPB 2ª edição e estampa a capa do Jornal da Paraíba deste domingo, 30. O processo que Dom Aldo responde no Vaticano corre em sigilo. A decisão foi tomada pelo Vaticano depois da visita de um representante de Roma à capital. Dom Aldo teria perseguido padres e permitido que seminaristas expulsos de outras dioceses fossem acolhidos aqui na Paraíba. Os padres disseram ainda que o bispo se negaria, também, a discutir casos de pedofilia. A Nunciatura Apostólica, que representa o Vaticano no Brasil, explicou que não presta informações sobre processos envolvendo bispos. A CNBB também não quis falar sobre o assunto. A assessoria de Dom Aldo negou que ele esteja suspenso e disse que Arcebispo só falará sobre o assunto depois de ler a reportagem.

Redação com Jornal da Paraíba

Nota: Dom Aldo Pagotto esclarece acusações de sacerdotes

“É no silêncio e na esperança que reside a vossa força”, diz o arcebispo paraibano


O Arcebispo Metropolitano da Paraíba, Dom Aldo di Cillo Pagotto, emitiu na manhã desta segunda-feira (31), uma Nota Oficial sobre a decisão do Vaticano, de que ele só poderia realizar missas e casamentos, mas não ordenar diáconos e padres. A informação foi revelada por um grupo de padres, em contato com o Jornal da Paraíba. De acordo com o grupo de sacerdotes, esta determinação está em vigor deste o início do ano.
Na Nota, Dom Aldo esclarece, “o que caluniosamente foi afirmado no ANONIMATO, desprovido de provas documentais, deve ser negado, porquanto não há como responder à série de boatos acusatórios”.

Confira a Nota na íntegra
João Pessoa (PB), 31 de agosto de 2015.
NOTA OFICIAL
A respeito de reportagem publicada num jornal impresso paraibano, nesse fim de semana, esclareço: o que caluniosamente foi afirmado no ANONIMATO, desprovido de provas documentais, deve ser negado, porquanto não há como responder à série de boatos acusatórios.
Informo, todavia, que mantenho comunicação transparente junto à Nunciatura Apostólica, única instância legitimamente constituída e autorizada para encaminhar oportunamente questões eclesiásticas de foro interno.
“É na calma e na conversão que está a vossa salvação. É no silêncio e na esperança que reside a vossa força. Felizes os que esperam no Senhor” (Is. 30, 15-18).
Dom Aldo di Cillo Pagotto
Arcebispo Metropolitano da Paraíba