Don Divo Barsotti

▼  2019 (708)

Arquivo do blog

quarta-feira, 22 de maio de 2013

"O Espírito Santo é o verdadeiro motor da evangelização" - o Papa Francisco na audiência geral : ESPAÑOL, DEUTSCH, FRANÇAIS, ENGLISH, ITALIANO,JAPONESE, BIELORUSSO, HINDI, PILIPINO




PORTUGUÊS, ESPAÑOL, DEUTSCH, FRANÇAIS, ENGLISH, ITALIANO,JAPONESE, BIELORUSSO, HINDI, PILIPINO



Ouça aqui... RealAudioMP3

Hoje quarta-feira é dia de Audiência Geral na Praça de São Pedro. Uma Praça repleta de fieis para saudar o Papa Francisco que na sua catequese de hoje abordou o tema do Espirito Santo e da missão evangelizadora da Igreja:

"No Credo, logo a seguir a termos professado a fé no Espírito Santo, dizemos: creio na Igreja una, santa, católica e apostólica»: Há uma profunda ligação entre estas duas realidades da fé, porque é o Espírito Santo que dá a vida à Igreja e que a guia os seus passos."

Com estas palavras o Santo Padre coloca em destaque uma verdade concreta que é a de que sem a presença e a acção incessante do Espírito Santo, a Igreja não poderia viver e não poderia realizar a missão que Jesus Ressuscitado lhe confiou de ir por todo o mundo fazendo discípulos em todos os povos. Evangelizar é pois a missão da Igreja e não só de alguns mas de todos. E o grande motor da evangelização é o Espírito Santo. É preciso abrir-se à acção do Espírito Santo. São sinais da sua intervenção: primeiro, a unidade e a comunhão, como se viu no dia de Pentecostes, quando cada um dos presentes conseguia ouvir os Apóstolos na sua própria língua. É que todos falavam uma língua nova: a língua do amor que o Espírito derrama nos nossos corações.

"A língua do Espírito Santo, a língua do Evangelho é a língua da comunhão, que convida a superar o fechamento e a indiferença, divisões e contraposições. Devemos perguntar-nos todos: como é que me deixo guiar pelo Espírito Santo por forma a que o meu testemunho de fé seja de unidade e de comunhão? Levo a palavra de reconciliação e de amor que é o Evangelho nos ambientes em que vivo? Ás vezes parece que se repita hoje aquilo que aconteceu em Babel: divisões, incapacidade de compreenderem-se, rivalidades, invejas, egoismo. Levar o Evangelho é anunciar e vivermos nós em primeiro lugar a reconciliação, o perdão, a paz, a unidade, o amor que o Espíto Santo nos dá."

O segundo sinal é a coragem humilde que o Espírito dá ao mensageiro do Evangelho, fazendo brotar sempre novas energias, novos caminhos e nova audácia para a missão.

"Eis um outro efeito da acção do Espírito Santo: a coragem de anunciar a novidade do Evangelho de Jesus a todos, com franqueza, em voz alta, em cada momento e em cada lugar. E isto acontece também hoje para a Igreja e para cada um de nós: do fogo do Pentecostes, da acção do Espírito Santo, libertam-se sempre novas energias de missão, novos caminhos por onde anunciar a mensagem da salvação, nova coragem para evangelizar."
Um terceiro elemento é aquele da oração. Para uma nova evangelização é necessário partir da oração de um encontro profundo e íntimo com o Senhor...

"Uma nova evangelização, uma Igreja que evangeliza deve partir sempre da oração, da prece, como os Apóstolos no Cenáculo, o fogo do Espírito Santo... "

"Sem a oração o nosso agir torna-se vazio e o nosso anunciar não tem alma, não é animado pelo Espírito."

O Papa Francisco saudou ainda os peregrinos presentes nas diferentes línguas. Eis a saudação aos peregrinos de língua portuguesa:

"Com íntimo afecto saúdo os grupos de fiéis vindos da diocese de Benguela (Angola), de Brasília e Carcavelos e todos os demais peregrinos de língua portuguesa, recordando a cada um a sua própria missão de ser evangelizador. O Espírito Santo tornar-vos-á capazes de viver e testemunhar a vossa fé e iluminará o coração das pessoas que encontrardes. Deixai-vos guiar por Ele, sem medo daquilo que vos peça ou aonde vos mande. O Senhor vos abençoe, para serdes em toda a parte farol de luz do Evangelho para todos. Nossa Senhora acompanhe e proteja a vós todos e aos vossos entes queridos."

Aquando da saudação aos peregrinos de língua inglesa o Santo Padre saudou calorosamente as vítimas e as famílias atingidas pelo tornado que se abateu sobre a região de Oklahoma nos Estados Unidos.