http://4.bp.blogspot.com/_14vrv7ni7HM/TLYyK0PS85I/AAAAAAAABU8/h4xBT0R8kQU/s1600/20101013225550_D0064009.jpg

 

Arquivo do blog

sábado, 22 de outubro de 2011

A Fraternidade de S.Pedro celebra 23 anos de fundação este ano e são numerosos os frutos ,o que mostra que tem sido abençoada por Deus.


A Fraternidade de S.Pedro celebra 23 anos de fundação este ano e são numerosos os frutos ,o que mostra que tem sido abençoada por Deus.

Origem da Fraternidade

A Fraternidade Sacerdotal São Pedro é uma sociedade clerical de vida apostólica de direito pontifício. Esta comunidade de padres católicos, sem votos religiosos, trabalha por uma missão no mundo. Esta missão é dupla : primeiro, a formação e a santificação dos padres no quadro da liturgia tradicional do rito Romano ; segundo, a ação pastoral destes padres sobre o mundo, ao serviço da Igreja.

A Fraternidade foi fundada no dia 18 de julho de 1988 na abadia de Hauterive (Suiça) por uma dezena de padres e alguns seminaristas. Pouco tempo depois de sua fundação e graças à ajuda do Cardeal Ratzinger, ela foi acolhida por Mons. Joseph Stimpfe, bispo de Augsburgo (Alemanha) em Wigratzbad, santuário mariano bávaro. E lá que se encontra hoje o seminário europeu da Fraternidade São Pedro. Esta Fraternidade hoje conta com 140 padres e 120 seminaristas.
A formação

A Fraternidade São Pedro dispõe de duas casas de formação : a primeira em Wigratzbad, (Alemanha) a segunda em Denton , nos Estados Unidos (estado de Nebraska). Estes dois seminários são organizados segundo as normas em vigor da Igreja concernindo a formação sacerdotal. Os candidatos seguem um ano de preparação espiritual antes de começar o ciclo de filosofia (dois anos), depois o de teologia (quatro anos). Durante estes anos de orações, estudos e de vida comunitária, o candidato ao sacerdócio adquire progressivamente uma maturidade humana, uma disciplina pessoal e uma maior união ao Cristo. A vida espiritual destes dois seminários é centrada sobre o Santo Sacrifício da Missa, realizando assim esta observância fiel das « tradições litúrgicas e espirituais » conforme as observâncias do Motu proprio "Ecclesia Dei adflicta" do dia 2 de julho de 1988, que é a origem da fundação da Fraternidade (constituições,Art. 8).
A acção pastoral

Depois deste tempo de formação, os padres da Fraternidade são enviados - sob a direcção do bispo do lugar e em acordo com as constituições próprias da Fraternidade - para diversos apostolados, na França, na Alemanha, na Suiça, na Áustria, na Itália, na Inglaterra, nos Estados Unidos, no Canada, e depois de algum tempo na Nigéria. Aonde é possível, estes padres vivem em pequenas comunidades ; eles trabalham então para difundir a fé pela predicação, o catecismo, a educação da juventude (escola, escutismo,…) organização de peregrinações e de retiros, etc. Eles administram os sacramentos utilizando os livros litúrgicos de 1962, em pleno acordo com a Santa Sé.