Arquivo do blog

quarta-feira, 20 de abril de 2016

O modernismo e a patrística segundo o cardeal Billot


Padre João Batista de A. Prado Ferraz Costa
Os modernistas, principalmente os neo-modernistas condenados por Pio XII em 1950 na encíclica Humani Generis (os quais, apesar disso, conseguiram dominar o Vaticano II), gostam de dizer que suas novidades teológicas se inspiram nos ensinamentos dos padres da Igreja, aqueles grandes escritores dos primeiros séculos da era cristã (em gera bispos) que se distinguiram por defender a doutrina da Igreja contra os ataques dos pagãos e dos hereges, ainda que de uma forma simples, sem grande precisão teológica, sem o rigor definições claras e exatidão dos conceitos que será mais tarde um dos atributos notáveis do apogeu da escolástica.LER...