Don Divo Barsotti

Arquivo do blog

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Minha batina…

Com que alegria e juvenil transporte
Eu te vesti, batina tão querida!…
Nessa cor preta, que relembra a morte,
Com voz tão clara, só me dizes – Vida!…

O teu pesado e desejado porte
À epopéia de Cristo me convida!…
E eu, que era fraco, já me sinto forte;…
Era medroso, e só desejo a lida!…

Dentro de ti eu sinto-me guardado,
Tal qual se fora intrépido soldado
A combater de um forte baluarte!…

E eu juro a Deus, perante os céus e a Terra,
Pois que a batina o meu futuro encerra:
Minha santa batina, eu juro honrar-te!…

Padre Manuel Albuquerque

* A pedido de seus alunos (seminaristas) que a receberam, em 1948, no dia de São José, em Braga, Portugal

Do cotidiano ao heroísmo, a batina em todas as ocasiões na vida sacerdotal

Batina

Batina

Batina

Batina

Batina

Batina

Batina

Clique para ampliar - Embora não necessariamente de batina, a imagem mostra crianças brincando de missa. O bom sacerdote de batina inspira as crianças a segui-lo em direção ao Altar de Deus.

Clique para ampliar - A imagem mostra crianças brincando de missa. O bom sacerdote de batina inspira as crianças a segui-lo em direção ao Altar de Deus.

Batina

Sacerdote leva o Santo Viático

Batina

fonte:fratres in unum