Arquivo do blog

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

É elevado o número dos documentos não publicados da autoria de Lúcia de Jesus - são mais de dez mil

“A Irmã Lúcia tem muitos anos em que se correspondeu com a suprema hierarquia da Igreja, com vários Papas, (…), há toda a questão relacionada com a consagração, com o desenvolvimento do Segredo, ou seja, há uma grande correspondência da Lúcia como apostola da mensagem de Fátima; este é o papel que a Lúcia desenvolve como Carmelita”, refere a irmã Ângela Coelho.
“É toda esta figura riquíssima da Lúcia que temos de saber explorar e saber apresentar, com os traços da sua santidade específica”, afirma a irmã Ângela Coelho que se manterá como postuladora da causa de canonização de Francisco e Jacinta Marto, os dois outros videntes de Fátima, estes já beatificados, no ano 2000, por João Paulo II, em Fátima.
É elevado o número dos documentos não publicados da autoria de Lúcia de Jesus - são mais de dez mil -, que têm de ser analisados quer do ponto de vista histórico, quer do ponto de vista teológico, isto “para se provar que a Lúcia nunca disse ou escreveu nada contra a fé, [contra] os costumes da Igreja, e isso é um trabalho moroso”, daí a necessidade da nomeação de um novo vice-postulador para a causa.ler...