Don Divo Barsotti

Arquivo do blog

sábado, 23 de janeiro de 2010

Liturgia, ação social e vocações: as prioridades do novo primaz da Bélgica



Wigratzbad, 30 VI 2007
Mgr Leonard























Primeira coletiva de imprensa concedida por Dom André “Joseph” Léonard


Por Jesús Colina

BRUXELAS, quinta-feira, 21 de janeiro de 2010 (ZENIT.org).- Uma liturgia profunda, uma genuína preocupação social e a promoção das vocações são as três prioridades anunciadas pelo novo arcebispo de Malines-Bruxelas, Dom André "Joseph" Leonard.

Em 17 de janeiro deste ano, data em que foi anunciada sua nomeação, o primaz da Bélgica - acompanhado por seu antecessor, o cardeal Godfried Danneels - concedeu uma coletiva de imprensa, na qual lembrou que em breve completará 70 anos.

“Isto significa que, caso conserve a boa saúde, não terei mais que cinco anos para servir a diocese de Malines-Bruxelles”, disse o prelado, que atuou como bispo de Namur, na Bélgica, por quase 20 anos.

“Vocês podem compreender, assim, por que preciso estabelecer prioridades, a fim de utilizar de modo mais eficaz os possíveis anos que, em tese, ainda terei disponíveis pela frente”, acrescentou. De acordo com a tradição belga, em virtude de sua nomeação, o prelado passa também a acumular os cargos de presidente da Conferência Episcopal e bispo da Diocese das Forças Armadas.

O arcebispo anunciou que, inicialmente, pretende fazer visitas sistemáticas a todas as dioceses, para conhecer suas realidades concretas.

Três prioridades

Falando das bases de seu futuro ministério, o primaz afirmou sua intenção de promover uma das ideias centrais defendidas pelo cardeal Danneels: “a importância de uma liturgia rigorosa, fiel à grande tradição da Igreja, digna de Deus e dos homens e mulheres que dela participam”.

O arcebispo Léonard lembrou seu antecessor, manifestando seu desejo de que “nossa Igreja seja cada vez mais uma Igreja de oração e adoração”, convidando também, de modo explícito, a desenvolver a prática da adoração eucarística.

“Pretendo empenhar-me com afinco nessa direção”, acrescentou.

Outra prioridade pastoral de Dom Léonard será, seguindo o caminho iniciado pelo cardeal Danneels, a “preocupação social, sobretudo no que diz respeito à habitação. Pretendo, da melhor maneira possível, seguir seus passos (do cardeal Danneels), tanto neste campo, como em muitos outros”.

Dom Leónard, em seguida, indicou também como prioridade “a preocupação com as vocações, todas as vocações”.

“O empenho de tantos cristãos” – destacou o prelado – “homens e mulheres, na sociedade e em nossas paróquias, é uma bênção”.

Mas acrescentou que, "de qualquer modo, precisamos também de homens e mulheres consagrados, assim como de sacerdotes e diáconos”. Dom Léonard, como bispo de Namur, ficou conhecido pelo crescimento de seu seminário, no qual estudam hoje 35 dos 71 seminaristas da Bélgica.

“É claro que não há receitas para suscitar vocações para a vida consagrada ou para o sacerdócio, mas sei que o Senhor nos quer doá-las, e farei tudo o que estiver ao meu alcance para atender à sua vontade”.

O arcebispo anunciou, por ocasião de sua nomeação, ter alterado seu sobrenome, de Mutien, adotado quando nomeado bispo de Namur, para Joseph, santo patrono da Bélgica. Assim, Dom Léonard se chamará, a partir de então, André Joseph Léonard.

fonte:Zenit