Don Divo Barsotti

▼  2019 (708)

Arquivo do blog

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Beata Alexandrina de Balasar + O Pecado e o Inferno + Novas Heresias Relativistas





+ + + + +



BEATA ALEXANDRINA DE BALASAR

+ O PECADO E O INFERNO ETERNO



* * *


"A minha ignorância e miséria...
Parece-me que nunca amei Jesus!"

"Uns braços lançaram-se aos meus,
arrancando-me daquele tremendo
abismo de demónios, feras e fogo!"



* * *



" Continuo no meu calvário, na minha vida sem mérito.
Nada há em mim que tenha o mínimo merecimento.
Eu quero, sim, quero sofrer, mas não tenho coragem para levar a cruz.
Todas as coisas me deixam tímida e apavorada.
A vontade deve estar acima de tudo isso.
Quero amar, louca e apaixonadamente, a Jesus, e não ofendê-Lo.
Quero abraçar-me à cruz, para não mais a deixar, por Seu Amor e para bem das almas.

Tudo me parece perdido, mas não me importo, abandonei-me a Jesus e à Mãezinha.
Vou para onde me levarem os Seus Sagrados Corações.
Estou segura, vivo confiada de que sou bem conduzida e de que não Vos hei-de ofender, apesar de me parecer que não faço outra coisa senão pecar.
Digo que confio e sinto que nem tão-pouco sei o que seja a confiança.
Parece-me que nunca amei Jesus, nem compreendo o que seja o Amor.

A minha ignorância não me permite exprimir os sentimentos tão dolorosos e profundos da minha alma.
Penoso martírio, pavoroso calvário!
Gasto muitos momentos da minha vida, pensando no mal, nas variadíssimas formas de como hei-de pecar, calcando sempre a meus pés os Direitos e a Lei santa do Senhor.
E sempre a expulsá-Lo para fora do meu coração.
Perdi a Jesus e sinto poder tê-Lo perdido para sempre.

Numa hora de mais tremenda provação, em que me pareceu ofender a Jesus mais horrivelmente, eu ia mesmo a cair no Inferno.
Cheguei a gritar, mas fui salva, não sei por quem.
Uns braços se lançaram aos meus e arrancaram-me daquele tremendo abismo de demónios, feras e fogo!
Parte do meu corpo já estava nele.
Quando me parecia pecar sacrilegamente, sentia como se todo o meu ser estivesse no Inferno, não podendo dar nem um único passo à frente, porque logo ficava sepultada em horrorosos tormentos e fogo!

Foi quando escorreguei e fui salva pelos braços, não sei de quem.
Fiquei fora, mas tanto à beirinha que, ao mais pequeno movimento, voltava a cair.
Sem pensar nisso, sem nenhum temor, continuei na mesma vida leviana e criminosa.
Se por um lado sentia uma dor infinita, por outro revoltava-me contra essa dor, tentando aumentá-la ainda mais com os meus loucos desvarios.

Jesus, fora do meu coração, perseguido por mim, o que Lhe renovava toda a Paixão e Morte, chorava, e fitando-me com os Seus olhares terníssimos, mas o mais dolorosamente que se possa imaginar, bradou-me:

― «Ainda não estás satisfeita? Não paras de Me ofender?
Pensa quanto te amei, quanto sofri por ti, e na missão para que te escolhi» ".


(Alexandrina Maria da Costa:
Sentimentos da Alma
, 4-4-1952)

Fonte: Blogue Alexandrina Maria da Costa







+ + + + +



COMENTÁRIO CONTRA AS

NOVAS HERESIAS RELATIVISTAS



E ainda há quem não acredite (!?) na real existência do Inferno, nas penas eternas, nos demónios ou espíritos malignos, assim como nas tentações diabólicas - às quais nem o próprio Filho de Deus foi poupado! -; enfim, nas terríveis forças do mal, do Maligno, de todo o mal espiritual, imensamente piores do que todo o mal físico ou corporal deste mundo!...

Aliás, o Demónio, sozinho, pouco poder tem, bem pouco pode fazer, na medida em que Deus não lho permite, para além de certos limites; mas com a colaboração dos humanos, dos homens pecadores e ímpios, rebeldes e traiçoeiros, consegue coisas terríveis, horrendas, monstruosas, tais como as existentes no próprio Inferno eterno, criado para os demónios (ex-anjos decaídos) e para todos os humanos seus malditos sequazes!...

Ai de quem se alia ao Maligno, contra Deus e Sua Lei, ainda que indirecta ou levemente, sob a capa da falsa virtude, da falsa piedade, da falsa caridade, da falsa humildade!
Melhor lhe seria não ter nascido, dado que a hipocrisia exacerbada, ainda que oculta ou dissimulada, é tão nociva e execrável como o pior dos crimes, como o abominável escândalo!

E tudo isso começa pela soberba, pela tibieza, pelo egoísmo, pela impureza, pela pouca ou falsa fé, pela cobardia, pelo laxismo, pelo hedonismo, pelo relativismo, pelo materialismo... acabando no ateísmo e paganismo mais aberrantes e anticristãos, mais perversos e degradantes, autenticamente satânicos!...


E sabermos - porque eles próprios assumem ou dão-no a entender claramente! - que já há tantos clérigos e religiosos 'católicos' (!?) que também (já) não acreditam no Inferno e no Diabo, assim como são bastante críticos ou dissidentes em relação aos Dogmas católicos em geral, e até mesmo à Doutrina do Magistério Papal e da Sagrada Tradição... !?

Pode haver, porventura, pior escândalo, pior sacrilégio, pior heresia, pior apostasia, pior prejuízo, pior degradação, para a Igreja de Cristo, para todos os católicos e cristãos em geral, e certamente para toda a humanidade?!
De modo nenhum, na medida em que, embora a hipocrisia talvez não seja, em si mesma, o mais grave e pior dos sacrilégios e das heresias, é no entanto dos mais frequentes, devastadores e ruinosas, a (quase) todos os níveis!...

Não é por acaso que se diz, isto é, que vários Santos disseram e testemunharam - nomeadamente os grandes Místicos (como Santa Teresa de Ávila, S. João Bosco e Beata Alexandrina de Balasar, por exemplo) - que a maior tentação de Satanás, assim como de todas as forças malignas, é a de fazer crer que ele mesmo não existe, assim como o próprio Inferno, dado o facto de a vários Santos ter sido divinamente revelado que a maioria dos réprobos, já condenados no Inferno, é a daqueles que não acreditavam, ou deixaram de acreditar, que o mesmo Inferno eterno existe, absolutamente, assim como os respectivos espíritos malignos, ex-anjos decaídos, para quem ele mesmo foi criado originalmente!...

Se isso - do Inferno e do Diabo não existirem - fosse verdade, por hipótese absurda, para que serviriam, afinal, as dezenas de revelações e ensinamentos do Senhor Jesus, a própria Palavra de Deus, nos Santos Evangelhos, sobre a real existência dos mesmos - Demónios e Inferno eterno?!






Para que serviriam os Mistérios da Encarnação e da Redenção, em ordem à salvação espiritual de toda a humanidade, uma vez que, segundo os cépticos e relativistas, todos os justos pecadores estariam, sem necessidade disso mesmo, automaticamente salvos, só pela infinita Misericórdia de Deus, e jamais pela Sua infinita e perfeitíssima Justiça?!

Para que serviriam, enfim, todas as virtudes e boas-obras, toda a perfeição e santidade, que o próprio Senhor Jesus tanto recomendou, como condição exclusiva para termos direito ao Reino do Céu, à Salvação eterna, em alternativa aos suplícios eternos?!

Então, o próprio Filho de Deus, nosso único Redentor e Salvador, estaria a mentir, ou a exagerar, pelo menos, como se fosse um falso profeta ou um falso messias (?!), Ele mesmo que disse e proclamou:
«Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida...
Ninguém chega ao Pai, a não ser por Mim»?!

Tudo isso, para já não falar de dezenas ou centenas de revelações particulares, como, por exemplo, as Mensagens de Fátima e de Lourdes, para além das inúmeras da maioria dos Santos beatificados e canonizados, todos elas reconhecidas, oficialmente ou implicitamente, pela Santa Igreja...
Como, por exemplo, a visão do próprio Inferno - nua e cruamente, genuína e terrivelmente! - aos Pastorinhos de Fátima, apesar de simples e inocentes crianças, como verdadeiros mensageiros da Virgem Santíssima, Mãe de Deus e nossa Mãe, visando apenas a Salvação eterna da nossa alma, como única alternativa ao Inferno eterno!?

E mais ainda, disse Nossa Senhora aos Videntes de Fátima, e por eles a todos nós:
«Vistes os Inferno, para onde vão os pobres pecadores!...
Para salvá-los (dessas mesmas penas eternas), Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração» ...
«Rezai, rezai muito e fazei penitência pela conversão dos pobres pecadores, porque vão muitas almas para o Inferno, por não terem quem reze e se sacrifica por elas»!...


E ainda, ou mais exactamente, já há tantos sacerdotes e pseudo-teólogos - mais filósofos do que teólogos, dissidentes e relativistas, autênticos novos-hereges (!?), e em maior quantidade do que nunca - para já não falar também de vários bispos (dissidentes, tíbios e omissos ou cúmplices)! -, que dizem, insinuam, alegam ou afirmam, arrogante e insensatamente (diabolicamente!), expressa ou tacitamente, que as Sagradas Escrituras em geral e os Santos Evangelhos em particular se encontram, a grosso modo, 'mal traduzidos' e/ou foram/são 'mal interpretados' pelos inúmeros exegetas e hermeneutas, inclusivamente pelos maiores santos e expoentes na matéria, como S. Tomás de Aquino, Santo Agostinho e - até mesmo! - o próprio S. Paulo Apóstolo... !?

E, talvez pior ainda, dizem/declaram, arrogante e estultamente, que a maioria das passagens (se não mesmo todas!) da Sagrada Escritura, incluindo os Santos Evangelhos, não são propriamente para serem traduzidas ou interpretadas à letra -- nem sequer quando há, efectivamente, um estrito e rigoroso sentido pelo qual assim mesmo foram escritas, a fim de não darem azo a qualquer tipo de abuso, de cariz simbólico ou metafórico! --, mas apenas, ou em geral, segundo a livre consciência ou crença de cada um, de cada cristão (considerando assim a consciência individual superior à verdadeira Fé ou a qualquer dogma católico!), ainda que o Magistério da Igreja defina e ensine de modo diferente, ou precisamente ao contrário, em conformidade com a Sagrada Tradição... !?

Enfim, os próprios protestantes (salvo algumas honrosas excepções), assim como várias seitas pseudo-cristãs bastante conhecidas, não diriam ou pensariam pior, de modo mais rebelde, sacrílego e aberrante!...
Valha-nos Deus e Maria Santíssima!!!

Rezemos e sacrifiquemo-nos, pois, por tais dissidentes, ímpios e hereges empedernidos, assim como por nós mesmos, que ninguém, sem a Graça de Deus, está livre de chegar a tais extremos diabólicos.


(José Mariano)






+ + + + +




# Veja ainda, por favor:

"Beata Alexandrina de Balasar
SÓ POR AMOR - Capítulos I, II, III, IV, V", etc...


+ Beata Alexandrina de Balasar, rogai por nós!



# Queira consultar o novo artigo:
NOVÍSSIMOS + Introdução ao JUÍZO e ao PARAÍSO


FONTE:Nova Evangelização Católica