http://4.bp.blogspot.com/_14vrv7ni7HM/TLYyK0PS85I/AAAAAAAABU8/h4xBT0R8kQU/s1600/20101013225550_D0064009.jpg

 

Arquivo do blog

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Ocorre hoje o 3º Aniversário da morte do Padre Luís Octávio Soto que foi em 26 de Novembro de 2009 em pleno Ano Sacerdotal : ELE OFERECEU A SUA VIDA A DEUS COMO VITIMA PELA SANTIFICAÇÃO DOS SACERDOTES.Testemunhos dos Filhos Espirituais, esperamos por mais...

Ocorre hoje o 3º Aniversário do falecimento do Padre Luis, sacerdote muito querido de quantos o conheceram e foram seus filhos espirituais. O Padre Luis tendo vivido vários anos em Fátima como
eremita aqui foi crescendo na sua entrega a Deus e no serviço dos que o procuravam como director espiritual ou para fazer um retiro dirigido por ele. Seus filhos espirituais eram acolhidos no seu eremitério e ali o Padre Luis cuidada da saúde espiritual e também era ele que cozinhava para os seus hóspedes. 
  Deus dotou -o de vários carismas sobrenaturais, como ler na consciência e dar-se conta de factos que se passavam a grande distância e nos quais ele intervinha com a sua oração poderosa junto de Deus. Além de ter tido aparições de almas do purgatório que lhe suplicavam ajuda e que ele prontamente socorria.
   Foi grande o seu apostolado na cidade Nápoles na Itália onde era muito procurado como confessor, onde muita gente beneficiou do seu zelo sacerdotal e quase todos têm alguma graça ou conselho que receberam do Padre Luis, gostaríamos que nos chegassem mais testemunhos para os darmos a conhecer para glória de Deus . Foi devotíssmo da Virgem Maria e no seu eremitório   sentia-se a presença espiritual da Mãe Celeste a quem o Padre Luis recoorria com muita confiança.
    Seus filhos espirituais estão esalhados por Itália, Portugal. Espanha e Estados Unidos ,África do Sul. Escevam para pe.joao@hotmail.com

Testemunhos sobre o Padre Luís :pedimos que nos enviem mais afim de darmos a conhecer este sacerdote cujo 3º Aniversário de Morte ocorre hoje. Qua o Padre Luís nos alcance as maiores bênçãos de Deus

Envio por santa obediencia y según solicitado un resumen desde mi perspectiva como hija sobre la vida del P. Luis Octavio Soto Martínez:






Conocí a P. Luis Octavio Soto por gracia de Dios en febrero de 2008. En ese momento se encontraba en Puerto Rico con motivo de la condición de salud de su Señora madre Doña Olga, quién recién había fallecido y pronto regresaría a Portugal, siendo desde entonces mi director espiritual hasta el 26 de noviembre de 2009, fecha en que regresa a la Casa del Padre.

Era un sacerdote hermitaño que vivía en Fátima, Portugal en una vida de oración y sacrificio. Le acompañaba su pequeño perrito Amos (Un Yorkie) y dos cocatiel uno se llamaba Rosa y el otro Martin en honor de estos grandes santos de los cuales le profesaba una gran devocion.

Tenía hijos alrededor de todo el mundo, de diferentes nacionalidades y de diferentes clases sociales. A todos los atendía con el mismo celo. Aún a pesar de la distancia y de sus condiciones de salud que apenas le permitian moverse.

Mi dirección era semanal y a partir de este momento mi vida comenzo a tomar una firmeza muy grande, a entender lo corta que es la vida, que los minutos mal empleado se pierden para siempre, pero que los minutos bien empleados se ganan para siempre. Y que si dejaba pasar esta oportunidad, tal vez no tendría otra oportunidad de que Jesus tocara a mi puerta….

Comprendí que la oración llega donde tú no puedes llegar y en santa paz. Que la oración es una de las fuentes que sostienen a las almas devotas.

En cuanto a sus cualidades como ser humano, tenía una delicadeza y puntualidad en los compromisos que hacía, no importaba lo lejos que estuviera ese hijo. Sabia varios idiomas y tal vez mas de los que yo imagine (Espanol, Portuguez, Italiano e Ingles entre otros

Tenia un gran sentido del humor, pero cuando iba a lo serio, era bieeen en serio….

Era un excelente cocinero y le gustaba el mismo preparar la comida para sus invitados y ! que exquisitas eran!.. ya fuera de Puerto Rico, Italia, etc. Siempre servia la mesa semi formal y nunca podia faltar la tacita de café despues de cada comida y en la confección de los alimentos el famoso sofrito (que él mismo hacía). Aprendio cuando era nino, sin que nadie le ensenara, pues un dia su mama enfermo y no habia nadie en la casa que preparara la comida y el no podia ver a su mama asi y sin comer.. Entonces, fue a la cocina y preparo unas sopas, fue echandole los ingredientes que el pensaba que se le podian echar y lo que el recordaba cuando la veia cocinar y cuando su mama pregunta que haces – el le contesta algo de comer. Cuando termino fue y le sirvio y comio feliz su mama y el. Mostrando asi el sentido del servicio a los demas, no porque lo mandaran, sino por ver la necesidad….y este incidente y modo de comportarse le ayudarian mucho en sus anos de seminario en Italia. Donde iba a estar solo en un pais extranjero de idioma y costumbres diferentes. Y le ganaron grandes bendiciones a la gente que atendia cuando visitaba los hospitales.

El talento para bordar era natural, podía bordar sin patrón una pieza de tela blanca con una perfección y colorido que no parecía que fuera a mano, el último bordado era un ramo de flores para su madre el cual no pudo terminar…

También él mismo confeccionaba con estopilla los purificadores y demás pañitos del altar y enseñaba a sus hijas espirituales la técnica para que nunca faltaran en el altar.

Hacía rosarios con sus propias manos, de todos los colores y materiales finísimos que conseguía en Italia, pero el suyo personal era de camándulas perfectamente escojidas de igual color y tamaño y contenía dos reliquias, una de Francisco y otra de Jacinta Marto. Solía entregar a sus hijos un Rosario que fuera hecho por el mismo.

El último rosario que confeccionó fue en el año 2008. Por ese entonces cayó de la cama y se dislocó un brazo (y esto sin decir que en el lado izquierdo tenía un pacemaker para el corazón por lo cual no podía hacer fuerza). Pasó toda la noche confeccionanando un rosario para entregarlo a su hija espiritual antes de partir a Puerto Rico y no profirió ni el más mínimo gesto de dolor. Nunca recibió atención médica por ésta caida que dislocó su brazo e imagino que los dolores eran insoportables, pero nunca se quejó.

Tenia en la casa varios relojes de cuerda con musica que sonaban cada quince minutos etc. .. Marcaban el tiempo que transcurria y no se recobraba.. por lo tanto no se podia desperdiciar. Los relojes dejaron de repicar sus campanadas unos dias despues que salio para el Hospital del cual nunca regreso. Ese dia supe que era El quien le daba cuerda y siempre los tenia en orden…

Los estantes de libros estaban llenos, cubrían paredes enteras de la sala de la casa, decia que los buenos libros son la compania del sacerdote…. Y entre uno y otro libro una imagen del algún Santo o una reliquia.

Su amor por la Virgen su Madre del Cielo….

Todos los días a las 7:00 pm hora de Fátima se sentaba frente al televisor para rezar el rosario en vivo con los peregrinos que se llegaban hasta el lugar de apariciones y cuando presentaban la imagen de la Virgen quedaba extasiado con su belleza, era como un suspiro. Soñaba con el día en que pudiera partir a la Casa del Padre, pues la cárcel del cuerpo le era una espera dolorosa que no le permitía llegar a los brazos de su Madre del Cielo… Ya las creaturas no llenaban su ser, era sólo Dios y su Santísima Madre. …. Vivía en la tierra, pero siendo ciudadano del Cielo.

La union de P. Pio de Pietrelcina en la vida de P. Luis Octavio era constante.

Era muy celoso con su vocacion sacerdotal. Cuidaba sus sentidos con una voluntad ferrea hasta el extremo de que un dia lo llevaron a la playa y vio una que mujer tenia su ropa de forma no apta y pidio que lo sacaran inmediatamente del lugar y a partir de ese momento jamas regreso a la playa, ni siquiera para admirar el paisaje aun cuando no hubiera gente. Cerrando así las ventanas de sus ojos a las vanidades e indecencias del mundo.

Los últimos dos años de vida fueron de intenso sacrificio por las almas y apenas dormía, su salud cada día decaía más entre las condiciones de psoriasis, diabetes, el corazón, su sacrificio por sus hijos, especiamente los sacerdotes y almas consagradas, caídas, brazos dislocados, envenenamientos con comidas y la mayor parte sin atención médica y en medio de los intensos Dolores no emitía ni el más mínimo quejido. Ya no podia celebrar misa de Pie, lo hacía sentado y su última misa fue celebrada el día de la Fiesta de la Virgen de la Providencia el 19 de noviembre de 2009 - patrona de su pueblo natal Puerto Rico.

Al final de su vida subió a la Cruz, como hombre tuvo temor, mas pensó en su vocación, en las almas y se entregó a la voluntad del Padre. Cumpliéndose así su vocación y entrega de ser alma victima por los sacerdotes la cual cumplio fielmente hasta el dia en que fue llamado a entregar los frutos de su trabajo el dia 26 de noviembre de 2009.




Salve Mons.Leburn, ho letto qualche giorno fà ilsito con un

articolo riguardante padre Luis, questo c'ha fatto molto piacere

e mi ha spronato a scrivervi per tenere vivo il suo ricordo.Io mi chiamo

paola ed abito in ITALIA precisamente a scario un piccolo paesino nel sud

del cilento che affaccia sul mare.Mia madre ha conosciuto il nostro amato

padre Luis tramite una sua sorella suora a NAPOLI nel convento in cui era ospite

a bagnoli circa 15 anni fà.Devo tanto a padre luis è una persona speciale molto

carismatica, mia madre in quel periodo era in rottura di matrimonio con mio padre,

veramente per lei è stato un matrimonio infelice per i suoi continui maltrattamenti e

i suoi tradimenti .Ma per amore dei suoi figli ha sopportato sempre , fin quando si sono

separati non legalmente 10 anni fà dopo 38 anni di matrimonio oggi ne sarebbero 50 di

conoscenza.In questa occasione il padre è stato tanto vicino a mamma e grazie a lui

ha intapreso un cammino spirituale che ha alleviato le sue sofferenze,ogni anno mia

madre dal 1994 si recava a Fatima per la ricorrenza dell'apparizione della Madonna a

lei tanto cara, ed in queste occasioni mia madre è stata eletta sua figlia spirituale,

ritornava da questi pellegrinaggi carica di preghiere e benedizioni date da padre luis.

L'anno scorso a settembre come di consueto mia madre si trovava a FATIMA , ma il

padre molto sofferente non potette riceverla ,lei ci rimase molto male, dopo tre mesi

la chiamano per dargli la brutta notizia. Ringrazio DIO per aver conosciuto una persona

come il padre e mi domando se vi sia un 'altra persona che possa prendere il suo posto.

Che sofferenza sapere che il padre non vi sia piu' come persona, ma la sua anima ci

circonda tutti i giorni ,siamo sotto la sua protezione, una persona cosi' bella non muore mai.

Avrei tanto di parlare del padre che una sola mail non basta lui meriterebbe di diventare Santo

per tante cose belle che ha fatto, GRAZIE per avermi fatto parlare di lui, il padre è nei nostri

cuori. Con affetto a risentirci a presto

paola pellegrino

Caro Padre,


le voglio raccontare di una persone che io conosco, che pur non avendo conosciuto P. luis, lo ha visto e riconosciuto in bilocazione quando era ancora in vita, ma non era in Italia. Questo è accaduto nell'estate in cui il Padre ha avuto per la prima volta gli infarti , quindi era a casa sua . Questa signora, amica di mia madre, ha iniziato a frequentare il gruppo di preghiera in quel periodo e quando P. luis è morto, lei ha visto la foto che io ho a casa mia e ha detto di averlo conosciuto un giorno a casa mia . Mi ha raccontato che lei era con me e mia madre , in giardino e ha visto uscire questo sacerdote da casa mia , lei ha risposto al suo saluto e pensava che fosse un ospite di casa mia. Un altro episodio è accaduto ad un'altra persona , ora che è morto, lei era in dormiveglia ed ha visto Padre Luis con la mano sulla spalla della figlia della signora ,questa ragazza aveva un problema di salute e la mamma era molto preoccupata. Anche questa signora non aveva conosciuto il Padre, ma aveva solo visto la foto, in questi giorni sua figlia è stata operata ed è andato tutto bene. Vorrei raccontarle tante cose, ma non so da dove cominciare. Aspetto una sua risposta e le chiedo preghiere per Grazia , una giovane che è gravemente ammalata ed in questo momento è dalla Vergine Maria a LOURDES.

Con affetto ed una preghiera

Rossella



Caro Padre Joao,


mi dà conforto sapere che nonostante le distanze siamo tutti uniti nel dolce ricordo di P.Luis , ma non sarà facile raccogliere tutte le testimonianze di conversione e di fede rinnovata per tanti che , qui in Italia abbiamo conosciuto il Padre. Infatti , a tale riguardo potrei io incaricarmi di raccogliere , per iscritto tutte le testimonianze delle persone che l'hanno conosciuto e poi inviarle a lei per fare un libretto che terrà vivo il suo ricordo. Qui nella mia casa , dove ho avuto il dono di ospitarlo nel 2009 , c'è ancora la stanza come lui l'ha lasciata, con reliquie e ricordi e dove lui diceva voler ritornare ed è nelle sua stanza che ogni mese c'è un gruppo di preghiera di giovani che si riunisce per la recita del Santo Rosario.Mi faccia sapere come posso fare e mi rimetto ai suoi consigli.

Nello spirito di Gesù e Maria e nel dolce ricordo di P.Luis la saluto

Rossella


Please know that I have found the English translation on our Dear Father (Luigi) as we called him here in the USA when he would visit us. He will always be remembered for his holiness and inspiration.

Mrs. Barbara Haloda

6347 W.29th st.

Parma, Ohio 44134

USA

Hello,

I hope you will be able to understand English? I just found your website and was so very happy to see Father Luis's picture. We knew Father Luigi (as we called him) here in the USA. He said Mass for us several times. For some time I was hoping to find something written about him, and now I found your writing. Sadly though, I do not understand Portuguese, only English. Is there any way it could be translated into English? There are many people here who would love to read this, on Padre Luis.

Thank you for your time,

Barbara


Your excellency, My name is Enrico De Barbieri and I am the South African Honorary Consul in Genoa (Italy); in 1985 I met Padre Luis Octavio Soto in Rome (in Roccapriora) and I consider myself one of his first spiritual sons. I have always remained in touch with him even when he first transferred to New York and later to Naples. In those years he was a member of the Pallottini (San Vincenzo Pallotti Soc.) and I was able to be in his company assiduously both by phone and in person. I know that towards the end of 1998/1999 he became a part of the dioceses of Parral in Mexico and later he lived as a hermit in Fatima where he passed away in May 2010 (I believe). In recent years I have not been able to contact him because the news that I had of him were scarce.Some time ago I found out that there is the intention (unless this has already started) to open a process on canonisation in favour of Padre Luis and I wanted to have some information about this and eventually who I could contact in order to give my own contribution because I believe this man to be a true saint and truly sent by God among men.He always followed every aspect of my life giving me the right advice and on more than one occasion he saved my life. For these reasons, and not only, I would like to give my testimony in memory of an extraordinary man who gave his existence in favour of his brothers.If you should have some news about this authentic man of God, I kindly ask you to let me have it. I am also sending you my address should you have some material or images of Padre Luis because I would be happy to receive it: Via Lorenzo Costa 4/13 B16136 Genova (ITALIA/ITALY) I truly hope to hear from you soon and I will be very grateful if you or anyone else is able to supply material/information about a man to whom I was deeply attached and who meant a lot to me. Kind regards, Enrico De BarbieriSouth African Honorary Consul in Genoa26th August 2011




Ocorre hoje o 2º Aniversário da morte do Padre Luís Octávio Soto que foi em 26 de Novembro de 2009 em pleno Ano Sacerdotal : ELE OFERECEU A SUA VIDA A DEUS COMO VITIMA PELA SANTIFICAÇÃO DOS SACERDOTES

O querido Padre Luís de que publicamos notícia a 19 de Maio de 2010 (cfr. artigo mais abaixo) foi uma alma enamorada do seu Sacerdócio , cujas Boas de Prata ocorreram nesse dia, mas festejadas no Céu.
Só duas vezes tivemos o privilégio de o encontrar e para nos darmos conta de que era um verdadeiro Servo de Deus que tinha abraçou a vida eremítica em Fátima onde viveu vários anos num total isolamento e solidão no seu Eremitério , servindo a Deus numa vida de total de oração e sacrifício pela santificação dos Sacerdotes. Oriundo de Porto Rico que se encontra na América Central.Sabemos que era de uma família rica mas que com o tempo acabou por perder quase todos os seus bens devido aos revezes que a vida por vezes traz consigo.
O nosso jovem Luís desde muito cedo sente a vocação ao sacerdócio e à Vida Religiosa , tendo ingressado no Seminário da Congregação dos Padres Palotinos e tendo realizado toda a sua formação académica na Itália. Sendo orientado espiritualmente por um Padre Paulista que então era exorcista e que o orientou pelos caminhos da Perfeição.

Ocorreu o 25º Anversário da Ordenação Sacerdotal do Padre Luís Octávio Soto, sacerdote nascido em Porto Rico a 8 de Setembro de 1953 , o qual se ofereceu a Deus como vítima pela santificação dos Sacerdotes, vivendo como Eremita em Fátima , numa vida feita de oração e muito sacrifício e sofrimento , tudo vivido sempre com um sorriso nos lábios. Seu exemplo de vida cativou muitas pessoas que se dirigiam espiritualmente com ele. Foi grande a amizade espiritual que o uniu a S.Pio de Pietralcina. Tendo Deus aceite a sua oferta , morreu santamente a 26 de Novembro de 2009 ,pelo que celebra hoje as suas Bodas de Prata no Céu.Gostaríamos de publicar mais testemunhos deste Sacerdote que viveu místicamente o seu Sacerdócio como grande enamorado de Maria Santíssima e que é um exemplo para todos os sacerdotes neste Ano Sacerdotal



Queremos dar a conhecer a todos a figura deste sacerdote que merece um lugar de destaque neste Ano Sacerdotal. Nasceu em Porto Rico a 8 de Setembro de 1953 .Desde criança foi muito favorecido por Deus .Aquilo que o marcou mais foi um sonho que teve ainda em criança em que viu Nossa Senhora de Guadalupe em grande sofrimento pelos filhos que se afastavam da fé católica :Este sonho impressionou-o imenso e vai marcar a sua vida no sentido da reparação e de querer consolar Nossa Senhora na sua aflição pelos filhos católicos que se perdem eternamente pela sua infedelidade à fé católica. Uma profunda devoção e ligação a Nossa Senhora de Guadalupe o vai acompanhar toda a sua vida.
Mais tarde entrará no Seminário dos Palotinos, tendo feito a sua formação na Itália onde será ordenado sacerdote a 19 de Maio de 1985.,pelo que celebraria este ano as suas Bodas de Prata da Ordenação Sacerdotal a 19 de Maio de 2010. Em Itália ganha muitas amizades que depois se mostrarão preciosas para a sua vida. No Padre Luís notamos uma grande devoção a S.Pio de Pietralcina e de facto a sua vida como sacerdote de algum modo se torna em muitos aspectos semelhantes à vida do famoso capuchinho estigmatizado. A piedade mariana que nele foi grandíssima é uma das características que ião marcar a sua espiritualidade. Vemo-lo chegar a Fátima em 1990 como peregrino e com uma vontade de se entregar totalmente a Nossa Senhora de Fátima servindo como confessor no Santuário , porém seu desejo não irá ser satisfeito como desejava .Nossa Senhora tinha para ele outros planos. Sempre em contacto com o seu Director espiritual e seguindo as suas directivas nasce no seu coração o ideal de se consagrar a Deus como eremita vivendo como recluso entregue totalmente a uma vida de oração e penitência segundo a Mensagem de Nossa Senhora de Fátima em oblação pela santificação dos sacerdotes. Tal missão é confirmada pelo seu Director Espiritual , já falecido e cuja causa de Canonização está introduzida, pertencia à congregação dos Paulistas. Também o seu Bispo de Porto Rico confirma a sua vocação como Eremita em prol da Santificação dos sacerdotes. O Padre Luís vai ter o previlégio de fazer essa oferta de si mesmo nas mãos do Venerável Papa João Paulo II .A partir de então ele começa a viver em Fátima como eremita, dedicado totalmente à oração e penitência. Durante 20 anos ele vive prisioneiro no seu eremitório. A fama da sua santidade ultrapassa as fronteiras de Fátima e uma plêiade de almas eleitas procura a sua direcção espiritual e os conselhos de Padre Luís através de correspondência e de visitas que para tal lhe fazem e é assim que vai ganhar uma clientela universal de filhos espirituais que se dirigem epistolarmente com ele. Muitos dos filhos espirituais do Padre Pio, entretanto declarado Santo , passam a dirigir-se espiritualmente com o Padre Luís. Entretanto como a sua oferta de vítima pela santificação dos Sacerdotes foi aceite o padre Luís começa a sentir no seu próprio corpo as consequências da sua Doação.Devido a doença que lhe surge na pele práticamente ele fica como em chaga viva, a pele abre fístulas sobretudo nas pernas que se apresentam roxas e quase em carne viva,isto também devido a graves problemas de circulação do sangue .Devido a negligência médica o Padre Luís vai ficar com problemas de coração devido ao excesso de peso que daí derivou chegando a pesar 164 kilos, pelo que vai ter dificuldade em deslocar-se mesmo em casa e sobretudo em descansar .Terá práticamente que dormir sentado para poder respirar, é pouco pois o repouso que irá ter mas aproveitará o tempo para a oração. Também sofria de diabetes que últimamente lhe estavam afectando muito a visão.Tinha que se deslocar pelo menos uma vez por ano a Itália onde com a ajuda de pessoas amigas recebia tratamento hospitalar para as diferentes doenças que o faziam sofrer.O Padre Luís celebrava a Missa Gregoriana ou Tridentina como também é chamada na Capela do seu eremitório. Em Fátima tinha como confessor os Padres de Santa Cruz. Em finais de Novembro de 2009 o seu estado agravou-se, sobretudo tinha problemas de coração devido ao excesso de peso, pelo que foi internado no Hospital de S.André em Leiria onde teve 4 enfartes de coração e também problemas nos rins, um dos quis não funcionava.Os Médicos tentaram fazer com os rins funcionassem mas o coração tão fraco não aguentou e assim o querido Padre Luís faleceu santamente a 26 de Novembro de 2009. Tendo sido sepultado no Cemitério de Fátima bem pertinho do lugar onde estiveram sepultados os Beatos Franciscoe Jacinta Marto a quem Nossa Senhora de Fátima apareceu em 1917.Queremos sublinhar o facto excepcional da oferta deste sacerdote a Deus como Vítima pela Santificação dos Sacerdotes e como tal oferta foi aceite por Deus em pleno Ano Sacerdotal.Queríamos pedir aos inúmeros filhos espirituais do Padre Luis espalhados pelo mundo que nos enviem notícias a fim de darmos a conhecer a figura deste nosso Irmão Sacerdote que já se encontra a gozar a companhia de Deus e da Santíssima Virgem Maria que ele amou tanto e de S.Pio de Pietralcina a quem teve especial devoção.

Padre Luís Octávio Soto foi um Sacerdote que celebrou as Bodas de Prata do seu Sacerdócio no Céu a 19 de Maio de 2010 : ele se ofereceu a Deus como vítima pela Santificação dos sacerdotes tendo vivido 20 anos como Eremita em Fátima e Deus aceitou a sua oferta a 26 de Novembro de 2009 em pleno Ano Sacerdotal que estamos em breve a conclui



 
Agradecemos que que nos enviam dados sobre a Vida do padre Luís e sobre os numerosos dons com que Deus o adornou já que da imensa correspondência conservada muitos agradecem graças que alcançaram por seu intermédio enquanto ele ainda vivia.Enviem os vossos testemunhos e notícias para o seguinte email:
pe.joao@hotmal..com