Arquivo do blog

terça-feira, 14 de março de 2017

Jesus : lembrar às pessoas que a pureza e a modéstia devem ser valorizadas e aplaudidas. Seguidamente, falo da pureza na vossa linguagem.

Resultado de imagem para sacre coeur de jésus

2 de Setembro de 2003

 Jesus
Hoje vamos falar sobre a pureza. Meus filhos, a falta de pureza é um dos maiores problemas do vosso mundo. Eu procuro a pureza e só raramente a encontro. Porque a tolerância em relação à impureza é imensa, vamos ter de trabalhar muito sobre este problema. A pureza tem de ser restaurada em todos os aspectos da existência sobre a terra. Em primeiro lugar, falo da pureza no vestir. Não te vistas de uma maneira que possa indicar que vais ter um comportamento pecaminoso.

Vesti-vos como sendo um dos Meus servos e procurai a Minha vontade. Nunca seria a Minha vontade que vos vestísseis com roupa capaz de levar os outros a desviar-se do caminho recto. Meus filhos, sabeis ao que Me refiro, e Eu quero que isto acabe. A pureza tem de ser restabelecida. Utilizai muitas vezes estas palavras quando falais, para lembrar às pessoas que a pureza e a modéstia devem ser valorizadas e aplaudidas. Seguidamente, falo da pureza na vossa linguagem. Deveis falar como um Cristão, mantendo a vossa linguagem digna da vossa alma e do trabalho que Eu estou a fazer na vossa alma. A linguagem é, muitas vezes, o método utilizado pelo inimigo para espalhar o contágio da impureza. 

Utilizai palavras  que Me glorifiquem. Se utilizares o Meu nome para amaldiçoar, Meu filho, Eu próprio ficarei pessoalmente ofendido e terás de reparar o mal que fizeste junto de Mim. Meus filhos, peço-vos que vos sintais ofendidos com a impureza que encontramos em diferentes formas de divertimento. Não devereis continuar sem nada fazer enquanto aqueles que se reclamam de artistas profanam o Meu nome. Defendei-Me. Eu sou o vosso Deus. Eu quero ouvir o vosso grito de ultraje quando Eu sou caluniado. Se tu, que Me conheces tão bem, não Me defendes, quem o fará? Diz logo o que pensas quando és ofendido por determinados tipos de divertimento, tais como mú- sica, televisão, publicações, ou artes plásticas. 

Não deixes que o inimigo pense que triunfou sobre todo o pensamento Cristão. Eu recompensar-te-ei para além do que consegues compreender por todos os teus esforços contra o flagelo da impureza. A vossa juventude está a ser envenenada desta forma, e Nós temos de mudar este estado de coisas, com determinação e desde já. Os pensamentos impuros podem ser mais difíceis porque, muitas vezes, não os quereis e eles são uma cruz para vós. Se, no entanto, alterarmos este tipo de vestuário, de linguagem e de entretenimento, vereis que a quantidade de pensamentos impuros irá diminuir  rapidamente.

É a referência constante à impureza que provoca estes pensamentos. De qualquer modo, Meus queridos filhos, tirai calmamente os pensamentos impuros da vossa cabeça. Distraí-vos olhando para longe de objectos de impureza. Pedi a Minha ajuda, e Eu assistir-vos-ei. A oração e uma participação regular nos sacramentos proteger-vos- ão contra estes ataques à vossa pureza. Quero que compreendais que viver no mundo, tal como ele está, não será considerado como uma desculpa válida, nem para um comportamento impuro, nem para um comportamento que leve outros à impureza. 
Eu considero cada alma responsável pelas acções que tenha cometido com conhecimento de causa. Pais, guiai os vossos filhos nestas matérias e dai exemplos positivos. Filhos, obedecei aos vossos pais nestes assuntos e sabei que Eu estou sempre convosco. Trabalharemos nisto juntos, e juntos triunfaremos sobre a impureza com o nosso protesto violento e determinado. Eu estou convosco e vou mostrar-vos exactamente aquilo que espero de vós nesta matéria. Meus filhos, quero agradecer-vos, agora e sempre, pela vossa obediência e pelo serviço que Me dais. Todo o vosso esforço será preservado e recompensado. Quando os vossos pecados Me forem apresentados, Eu vou olhar para o lado. É o que acontecerá como resultado do vosso esforço no Meu serviço.  Ficai agora em paz, e não deixeis que os pecados e a impureza do passado vos perturbem. Tudo está perdoado, e a Minha memória é curta quando se trata dos Meus servos.



3 de Setembro de 2003

Jesus

Quero falar às almas sobre o amor ao próximo. Meus filhos, cada pessoa é preciosa. Cada pessoa nesta terra tem para Mim e para o Meu plano celestial, um valor infinito. Mas, frequentemente, o valor não é apercebido devido a uma visão mundana da vida. Se coloquei uma pessoa na vossa terra, quero que essa pessoa seja alimentada como deve ser. Deveis partir deste conceito. Querida pequenina alma, que tentas servir-Me com tanta seriedade, se souberes que uma alma não está a ser alimentada, talvez seja a Minha intenção que a alimentes, e que foi por essa razão que Eu te dei a conhecer a situação crítica dessa pessoa.
Presta a maior atenção quando ouvires falar de uma pessoa ou de um grupo de pessoas que têm fome. Perguntai-Me então o que vos peço que façais nesta situação. Talvez Eu esteja simplesmente a pedir as tuas orações. Talvez Eu esteja a tornar-te mais consciente das grandes bênçãos que te foram concedidas. Ou talvez te esteja a pedir que partilhes a tua riqueza e que apoies os Meus trabalhadores que estão a tentar alimentar essas almas.

Mais uma vez, talvez Eu esteja a pedir-te que sejas uma dessas almas que presta assistência directamente aos mais desafortunados, a quem falta o que é estritamente necessário a uma existência humana. Tu tens um papel. Podes pedir-Me para to revelar, para que as almas na terra não estejam acolhidas em corpos que não se podem desenvolver porque lhes falta alimento.

Eu vejo cada necessidade de cada alma na terra. É Minha intenção que os Meus filhos se sirvam uns aos outros e que, desta forma, atinjam a santidade. Hoje, no vosso mundo, há muitos que estão a morrer de fome. Meus filhos, este é também um dos sintomas da Era da Desobediência, um tempo em que há mais almas que Me desafiam do que aquelas que Me servem.
Eu não quero que ninguém tenha fome. Pergunta-Me o que podes fazer. Meus filhos, quero que penseis na pessoa de quem menos gostais no mundo.

Tendes muitas razões para não gostardes dessa pessoa. Possivelmente fostes magoados, e é difícil esquecer essa dor. Talvez tenhais medo que essa pessoa vos volte a ferir se tentardes a reconciliação. No entanto, estou a pedir-vos que ameis o vosso próximo. “Jesus”, perguntas, O que queres de mim?” Eu digo-te, Meu filho, que Eu temo pelo teu desenvolvimento espiritual se estiveres a guardar amargura, seja qual for a sua causa. Porque a amargura tem muitas vezes a sua origem numa outra alma, quero que examines com muito cuidado toda a ponta de amargura que existe no teu coração. Se assim o fizeres, de verdade, e se puderes identificar essa pessoa que te magoou, quero que passes este dia a rezar por essa pessoa.

Meu filho, pede-Me para ter piedade dessa pessoa. A Minha ira justa é qualquer coisa terrível de ver, e tu não quererás que ela se vire contra ti. Assim sendo, tu terás também de fazer com que os outros sejam poupados a ela. O amor do próximo é algo que muito Me agrada. A piedade e a compaixão dadas gratuitamente aos outros dão-Me um enorme prazer. Perdão? Nem sequer preciso de te falar da felicidade que Eu sinto quando vejo almas a perdoarem-se umas às outras. Compreendei, queridas almas, que Eu coloco as pessoas no vosso caminho com uma intenção e com uma esperança, uma esperança celestial. Não fujais logo de uma alma, simplesmente porque ela não vos agrada. Tomai em consideração a Minha vontade, e não vos esqueçais de me perguntar se Eu tenho uma tarefa do Céu para vós em relação a cada uma dessas pessoas. Será desta forma que Eu levarei amor a cada alma, através do amor do próximo.